Após críticas de Petrovic, Raulzinho explica ausência na SeleçãoMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Após críticas de Petrovic, Raulzinho explica ausência na Seleção

Ainda sem defender a Seleção Brasileira nas Eliminatórias para o Mundial de Basquete de 2019, a única forma de garantir presença nas Olimpíadas de Tóquio 2020, o armador Raulzinho sofreu críticas do treinador Aleksandar Petrovic por ter solicitado dispensa do plantel em duas oportunidades. ?Eu sou um treinador que quero jogadores comprometidos. Achei que Raulzinho ia [?]

07:15 | 11/12/2018

Ainda sem defender a Seleção Brasileira nas Eliminatórias para o Mundial de Basquete de 2019, a única forma de garantir presença nas Olimpíadas de Tóquio 2020, o armador Raulzinho sofreu críticas do treinador Aleksandar Petrovic por ter solicitado dispensa do plantel em duas oportunidades.

?Eu sou um treinador que quero jogadores comprometidos. Achei que Raulzinho ia participar, porque é um dos melhores armadores que o Brasil. Seis jogadores canadenses que atuam na NBA jogaram, mas o Raulzinho disse que não poderia. Eu fiquei chateado, decepcionado, mas vamos em frente. Não falei com ele depois disso?, disse Petrovic há duas semanas atrás.

Perguntado sobre a ausência na Seleção Brasileira e as críticas do treinador, o atleta do Utah Jazz se defendeu e explicou os motivos da dispensa, mas disse entender o ponto de vista de Petrovic. ?Na primeira convocação, eu falei com ele (Petrovic) e mostrei os motivos. Tinha a questão do contrato com meu time. Em setembro (na segunda convocação), liguei de novo e expliquei as razões para não ir. Eu tinha alguns treinos com a equipe antes do início dos jogos de pré-temporada da NBA?, disse em entrevista coletiva no formato de teleconferência, que contou com a presença da Gazeta Esportiva. 

?Eu entendo o que ele disse. Mas dizer que eu não quis ir? Não foi isso que aconteceu. Em decorrência do calendário, também não vou conseguir jogar na próxima janela, mas estou torcendo muito pela classificação do Brasil (ao Mundial) e espero voltar?, completou.

Por fim, Raulzinho apontou que o novo formato das Eliminatórias, constituído por janelas durante a temporada e implantado pela Fiba em 2017, tem dificultado a presença de atletas que defendem equipes da NBA.

?É bem diferente o modo como a classificação está sendo feita agora, com as janelas. Fica mais difícil para estarmos nesses jogos. Eu ainda não consegui, o Cristiano Felício (pivô do Chicago Bulls) também não conseguiu?, finalizou.

Dono de sete vitórias em 10 partidas, o Brasil precisa de apenas mais um triunfo para carimbar o passaporte para a China, onde será disputado o Mundial da modalidade entre os dias 31 de agosto e 15 de setembro de 2019. Na próxima janela, os comandados de Petrovic encaram as Ilhas Virgens, no dia 21 fevereiro, e a República Dominicana, no dia 24 do mesmo mês.

 

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS