Empolgado com a Fórmula E, Massa aconselha novatos brasileiros na F1Mais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Empolgado com a Fórmula E, Massa aconselha novatos brasileiros na F1

O Brasil não tem um representante na Fórmula 1 desde a aposentadoria de Felipe Massa, no fim do ano passado. Acompanhando o GP Brasil do último final de semana como comentarista da TV Globo, o vice-campeão mundial de 2008 comemorou as contratações de Sérgio Sette Câmara e Pietro Fittipaldi como pilotos de teste de McLaren e [?]

06:15 | 12/11/2018

O Brasil não tem um representante na Fórmula 1 desde a aposentadoria de Felipe Massa, no fim do ano passado. Acompanhando o GP Brasil do último final de semana como comentarista da TV Globo, o vice-campeão mundial de 2008 comemorou as contratações de Sérgio Sette Câmara e Pietro Fittipaldi como pilotos de teste de McLaren e Haas, respectivamente.

?Tomara que eles tenham a chance de virar piloto oficial?, afirmou Massa, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, no último domingo, no autódromo de Interlagos.

Com a propriedade de quem já passou por equipes como Ferrari e Williams, Felipe Massa traçou metas de curto prazo e fez questão de aconselhar as jovens promessas do automobilismo nacional.

?Primeiro é aprender a fazer um bom trabalho e virar piloto titular o mais rápido possível. O brasileiro quer um piloto na Fórmula 1 para torcer, e é o que eu espero também. Sem dúvida vou torcer para que as coisas encaminhem bem para eles?, assegurou.

Ciente das mudanças na F1, Massa avisou que a dupla precisará mostrar competência e aproveitar as raras oportunidades que terão na pista, pois a maior parte do trabalho se desenvolverá nos simuladores localizados nas sedes das equipes.

?Na minha época era diferente. Hoje, os carros andam muito menos. Na minha época, eu andava quase toda semana. É difícil entender hoje o que o piloto de testes tem que fazer para provar que ele merece. Talvez, a única chance que tiver, ele tem que fazer muito bem, porque na minha época a gente estava sempre na pista?, alertou.

Aos 37 anos, Massa não se aposentou do automobilismo. Recentemente, ele assinou um contrato com a equipe francesa Venturi, da Fórmula E, categoria de carros elétricos, pelas próximas três temporadas.

Questionado sobre o motivo da escolha pela Fórmula E, Massa disse que ?é o campeonato que mais cresce no mundo, até comparando com a Fórmula 1. Então, no final, estou empolgado para essa nova fase. Sem dúvida é o futuro [do automobismo]?, explicou.

Felipe Massa, aliás, se mostrou bastante ansioso em guiar pela Venturi, equipe que tem parceria com a Mercedes. O brasileiro está confiante em ter um carro bom em mãos, após sofrer com a Williams no fim de sua carreira na F1.

?Eles estão investindo bastante na equipe, com pessoas novas, engenheiros. Incluindo eu e a Susie Wolff [esposa de Toto Wolff, chefe da Mercedes], que virou sócia da equipe. O acordo com a Mercedes é um dos lados principais?, admitiu.

?Se a Mercedes conseguir fazer um bom trabalho com a Venturi, a gente vai ter um bom carro. Tem um bom caminho para desenvolver um carro competitivo?, concluiu.

A temporada 2018/2018 da Fórmula E começa no dia 15 de dezembro, no circuito de erua de Riad, na Arábia Saudita. Além de Massa, o Brasil será representado na categoria por Lucas di Grassi e Nelson Piquet Jr.

Gazeta Esportiva

TAGS