Zverev perde para compatriota e é eliminado no Aberto dos EUAMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Zverev perde para compatriota e é eliminado no Aberto dos EUA

A passagem de Alexander Zverev pelo Aberto dos Estados Unidos, o tradicional US Open, durou apenas três fases e chegou ao fim neste sábado, após derrota para seu compatriota Philipp Kohlschreiber. Apesar de ter vencido a primeira parcial, o jovem de 21 anos voltou a sofrer com sua sina em Grand Slams, acabou deixando a [?]

22:15 | 01/09/2018

A passagem de Alexander Zverev pelo Aberto dos Estados Unidos, o tradicional US Open, durou apenas três fases e chegou ao fim neste sábado, após derrota para seu compatriota Philipp Kohlschreiber. Apesar de ter vencido a primeira parcial, o jovem de 21 anos voltou a sofrer com sua sina em Grand Slams, acabou deixando a desejar, sofreu a virada e o consequente revés por 3 sets a 1 (6/7 (1-7), 6/4, 6/1 e 6/3), em 3h03 de partida.

Com o triunfo, o veterano Kohlschreiber ganhou folga nos confrontos diretos contra o jovem, vencendo três dos cinco que disputaram. Agora, espera o vencedor do duelo entre Kei Nishikori e Diego Schwartzman para conhecer seu adversário na próxima fase. Já Zverev segue com apenas duas participações em fases superiores a terceira em Grand Slams.

O começo de Zverev foi muito bom, com uma quebra logo no segundo game que deu mais tranquilidade para construção do triunfo parcial, mais encaminhado ainda com uma nova quebra no oitavo game. No game de desempate, o jovem foi amplamente superior, abriu vantagem e apenas consolidou a diferença no decorrer da parcial.

No segundo set, Kohlschreiber voltou mais equilibrado, conseguindo virar as principais bolas e cometendo poucos erros. Enquanto os sacadores prevaleceram, o confronto se manteve equilibrado, até o tenista veterano embalar uma ótima sequência para garantir o empate e ver o adversário ter seu rendimento minado aos poucos.

Na quarta e última parcial, Zverev até esboçou uma reação, abrindo três a zero, mas que acabou não sustentada, como ficou demostrada na quebra de raquete do número quaro do mundo. Abusando dos erros, o jovem alemão ainda permitiu duas novas quebras ao rival, que venceu seis games seguidos, encaminhou o triunfo e confirmou, posteriormente, a classificação.

Gazeta Esportiva

TAGS