WSL anuncia premiação igual para homens e mulheres em 2019Mais Esportes | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


WSL anuncia premiação igual para homens e mulheres em 2019

A WSL, Liga Mundial de Surfe, anunciou grandes, significativas e justas mudanças para a temporada de 2019 nesta quarta-feira. Em entrevista coletiva, a organização prometeu pagar a mesma premiação para a categoria feminina e masculina, tornando-se a primeira liga mundial de um esporte a tomar tal iniciativa. De acordo com a própria WSL, o sentimento [?]

23:45 | 05/09/2018

A WSL, Liga Mundial de Surfe, anunciou grandes, significativas e justas mudanças para a temporada de 2019 nesta quarta-feira. Em entrevista coletiva, a organização prometeu pagar a mesma premiação para a categoria feminina e masculina, tornando-se a primeira liga mundial de um esporte a tomar tal iniciativa.

De acordo com a própria WSL, o sentimento dentro da organização é de ?orgulho do compromisso em se alcançar a igualdade de gênero?.

?Este é um grande passo na nossa estratégia de elevar o surfe feminino e estamos animados em manter esse compromisso para a temporada de 2019?, afirmou Sophie Goldschmidt, CEO da Liga Mundial de Surfe, antes de completar.

?Esta mudança é simplesmente a coisa certa a fazer. Queremos estar na dianteira no movimento de promover a igualdade em todas as instâncias da vida, começando pelas ondas, e nos sentimos sortudos em ter mulheres na WSL que são extremamente talentosas e mais do que merecedoras do reconhecimento?, concluiu.

Seis vezes campeã mundial, Stephanie Gilmore também comemorou a iniciativa. ?Isto é incrível e estou animada. A premiação é fantástica, mas a mensagem significa ainda mais. Espero que sirva de modelo para outros esportes, organizações globais e para a sociedade em geral. Minhas companheiras atletas estão honradas pela confiança depositada em nós, e estamos inspiradas em recompensar essa decisão com níveis ainda mais altos de surfe?, contou.

Kelly Slater, um dos principais nomes masculinos do esporte, também celebrou o feito. ?As mulheres na WSL merecem essa mudança. Estou muito orgulhoso que o surfe está escolhendo em liderar os esportes para os caminhos da igualdade e justiça?, afirmou.

Gazeta Esportiva

TAGS