Surpreso com convocação, Didi celebra chance de jogar ao lado de ídolosMais Esportes | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Surpreso com convocação, Didi celebra chance de jogar ao lado de ídolos

Além dos retornos dos experientes Leandrinho e Augusto Lima, a outra novidade na lista dos 13 convocados do técnico Aleksandar Petrovic para os jogos da primeira janela válidos pela segunda fase da classificatória para a Copa do Mundo da China, contra Canadá, nesta quinta-feira, em Montreal, e Ilhas Virgens, no próximo domingo, em Goiânia, atende [?]

20:30 | 10/09/2018

Além dos retornos dos experientes Leandrinho e Augusto Lima, a outra novidade na lista dos 13 convocados do técnico Aleksandar Petrovic para os jogos da primeira janela válidos pela segunda fase da classificatória para a Copa do Mundo da China, contra Canadá, nesta quinta-feira, em Montreal, e Ilhas Virgens, no próximo domingo, em Goiânia, atende pelo nome de Marcos Henrique Louzada Silva. Ou simplesmente Didi, como o ala de Franca é conhecido na comunidade do basquete. Se o apelido desde o berço veio por acaso, graças ao tratamento carinhoso de sua avó, Maria Therezinha Pereira, a primeira convocação para a seleção principal chegou por méritos próprios.

Nascido no Espírito Santo em 1999, Didi chamou a atenção de Aleksandar Petrovic durante o Sul-Americano sub-21, em Salta, na Argentina, no mês passado. Um dos destaques da conquista brasileira com média superior a 11 pontos por partida, o ala de 1,95m  e que deu seus primeiros arremessos que deu seus primeiros arremessos no projeto da Lusb  (Liga Urbana de Streetball), em Cachoeira de Itapemirim, é uma das apostas do treinador croata para o futuro.

?Assisti todas as partidas da seleção sub-21 e o Didi foi um dos jogadores que mais me impressionou, essa é uma das razões por ele estar aqui conosco. Apesar de ser muito jovem e ter apenas 19 anos, ele mostrou uma personalidade muito grande e não teve nenhum tipo de medo ou receio logo no primeiro treino com a seleção principal. Fez tudo muito bem e de uma maneira natural, por isso acredito que nos próximos 10, 15 anos ele será um jogador muito importante para ao Brasil?, afirmou Petrovic após o treino da manhã desta segunda-feira.

Mesmo com toda a confiança depositada pelo novo comandante do basquete brasileiro em seu basquete, Didi reconhece que foi pego de surpresa quando viu seu nome entre os 13 convocados para os jogos contra o Canadá e Ilhas Virgens. Tímido confesso, o jogador manteve a fama de falar pouco até mesmo na hora de explicar o momento mais especial de sua curta carreira.

?Minha expectativa é muito boa, mas sinceramente não esperava ser convocado ? disse o calouro da seleção brasileira?, disse. A timidez só foi vencida na hora de enaltecer seus grandes ídolos e mais novos companheiros de time. ?Apesar de o Petrovic ter assistido os primeiros treinos para o Sul-Americano sub-21 e ter dito que dependendo do desempenho de cada um na Argentina nós poderíamos ser convocados, nunca imaginava que esse momento de jogar do lado do Leandrinho e do Varejão iria chegar. São jogadores que admiro muito, principalmente o Varejão, que é o cara que realmente sempre me espelhei desde pequeno. Ele é capixaba e quando eu soube que ele iria jogar na NBA passei a acompanhar a carreira dele?, contou o ala.

 

Gazeta Esportiva

TAGS