Simon vence e encara algoz de Nishikori na final do ATP 250 de MetzMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Simon vence e encara algoz de Nishikori na final do ATP 250 de Metz

Neste sábado, foram definidos os dois finalistas do ATP 250 de Metz, um dos torneios indoor (quadra coberta) do calendário da ATP. Buscando o terceiro título do torneio na carreira, o experiente Gilles Simon não deu chances para o tenista da Moldávia Radu Albot, venceu por 2 sets a 0, parciais 6/3 e 6/1, e [?]

18:30 | 22/09/2018

Neste sábado, foram definidos os dois finalistas do ATP 250 de Metz, um dos torneios indoor (quadra coberta) do calendário da ATP. Buscando o terceiro título do torneio na carreira, o experiente Gilles Simon não deu chances para o tenista da Moldávia Radu Albot, venceu por 2 sets a 0, parciais 6/3 e 6/1, e garantiu um atleta da casa na decisão. O seu adversário na final será o alemão Matthias Bachinger, que surpreendeu e derrotou, de virada, o japonês Kei Nishikori, por 2 sets a 1, parciais 2/6, 6/4 e 7/5.

Com uma carreira vitoriosa, com 13 títulos ATP conquistados desde que estreou como profissional, em 2002, Simon dominou a partida desde o início, com um excelente jogo no fundo de quadra, poucos erros não forçados e dando nenhuma chance para o adversário incomodar durante os seus games de serviço.

O primeiro set foi um pouco mais equilibrado, mas Simon não deu espaço para uma surpresa, sacando muito bem e aproveitando o sexto game do jogo para quebrar o saque de Albot e abrir vantagem. Confiante, o francês manteve o jogo em alto nível e fechou a primeira parcial em 6/3.

Já no segundo set, a situação foi ainda mais simples para o tenista da casa, que quebrou o saque do Albot logo no primeiro game da parcial. Ainda mais confiante, Simon venceu mais um game no saque do oponente e confirmou a vitória no set por 6/1 e a partida por 2 sets a 0.

Na outra semifinal, o japonês Kei Nishikori era o grande favorito para chegar à decisão, ainda mais depois da vitória no primeiro set por 6/2. Pouco exigido, o atual número 12 do mundo ditava o ritmo do jogo e tinha tudo para manter o nível para confirmar a vitória.

No entanto, Matthias Bachinger melhorou o jogo no fundo de quadra, começou a errar menos o seu forehand, e venceu o segundo set por 6/4, no último game da parcial. No terceiro e decisivo set, Nishikori teve diversas chances de quebra, principalmente no sétimo game, quando fez 0-40, mas não aproveitou e viu o alemão quebrar no décimo segundo game e garantir vaga na grande decisão.

Gazeta Esportiva

TAGS