Juízes podem boicotar Serena Williams após polêmica da final do US OpenMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Juízes podem boicotar Serena Williams após polêmica da final do US Open

A final do US Open entre Serena Williams e Naomi Osaka ainda não teve fim. O jogo que sagrou a jovem campeã foi marcado pela polêmica discussão entre a americana e o juiz de cadeira, o português Carlos Ramos. O juiz deu trÊs advertências para Serena, que perdeu um game inteiro já perto do final [?]

15:45 | 11/09/2018

A final do US Open entre Serena Williams e Naomi Osaka ainda não teve fim. O jogo que sagrou a jovem campeã foi marcado pela polêmica discussão entre a americana e o juiz de cadeira, o português Carlos Ramos. O juiz deu trÊs advertências para Serena, que perdeu um game inteiro já perto do final da partida. A tenista saiu de si e não se conteve nas reclamações durante o desentendimento.

Na hora do jogo e nas entrevistas após a premiação, Serena acusou o juiz de ser machista ao dar uma advertência por coaching (quando o treinador da instruções ao seu tenista durante a partida, o que é proibido). Entidades do tênis mundial se posicionaram a respeito do episódio e a ex-número 1 do ranking recebeu apoio da WTA e da USTA. Por outro lado, o ITF se mostrou a favor da atitude de Carlos Ramos.

A história ganha mais contornos polêmicos agora com a informação do site britânico The Times que indica que os árbitros levantam a possibilidade de boicotar Serena Williams em resposta ao não apoio das entidades e do comportamento da tenista.

Para que seja possível, no entanto, o boicote precisa de uma adesão de todos os árbitros, o que pode ser um impasse para a ação.

Gazeta Esportiva

TAGS