Campeão no Brasil, Fognini vence belga e avança no ATP 250 de ChengduMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Campeão no Brasil, Fognini vence belga e avança no ATP 250 de Chengdu

Campeão do Aberto do Brasil no começo deste ano, Fábio Fognini continua sua busca pelo quarto título ATP na temporada. Nesta quinta-feira, o tenista italiano venceu o bela Ruben Bemelmans por 2 sets a 0, parciais 6/4 e 7/6 (2) e avançou às quartas de final do ATP 250 de Chengdu. Agora, o italiano enfrente [?]

10:15 | 27/09/2018

Campeão do Aberto do Brasil no começo deste ano, Fábio Fognini continua sua busca pelo quarto título ATP na temporada. Nesta quinta-feira, o tenista italiano venceu o bela Ruben Bemelmans por 2 sets a 0, parciais 6/4 e 7/6 (2) e avançou às quartas de final do ATP 250 de Chengdu. Agora, o italiano enfrente o australiano Matthew Ebden, que derrotou o italiano Matteo Berrettini também pela segunda rodada do torneio chinês.

Favorito para o confronto desde o início, Fognini conseguiu a primeira quebra do jogo logo no terceiro game, e aproveitou a vantagem para vencer a primeira parcial por 6/4. O script foi o mesmo no segundo set, porém Bemelmans conseguiu quebrar o saque do italiano no sexto game e levou a decisão para o tiebreak, vencido pelo campeão do Aberto do Brasil por 7-2.

Detentor de oito títulos em sua carreira, Fognini vive em 2018 uma de suas melhores temporadas desde que estreou como tenista profissional, em 2004. Além de ser campeão em solo brasileiro, o italiano também venceu os torneios ATP 250 de Bastad e de Los Cabos, e está na 13° posição do ranking mundial, sua melhor posição, que tinha sido alcançada pela primeira vez em 2014.

Fritz também avança

Quem também avançou às quartas de final do ATP 250 de Chengdu foi o americano Taylor Fritz, que derrotou o tenista do Cazaquistão MIkhail Kukushkin, por 2 sets a 0, parciais 7/5 e 6/1. Agora, o jovem talento enfrentará seu compatriota Sam Querrey pelas quarta de final do torneio chinês.

O garoto de apenas 20 anos vive uma boa temporada e é considerado uma das grandes promessas do tênis mundial nos próximos anos, não apenas pelos resultados obtidos como pelo nível jogado desde que estreou como profissional, em 2015.

Gazeta Esportiva

TAGS