Basquete do Corinthians conta com experiência de Giovannoni para manter evoluçãoMais Esportes | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Basquete do Corinthians conta com experiência de Giovannoni para manter evolução

Em seu segundo ano após a volta do time de basquete, o Corinthians já está na elite do basquete nacional e conta com um título conquistado, a Liga Ouro, que coroou o acesso ao NBB. A equipe segue em evolução, agora se preparando para o desafio de jogar entre os melhores do país e entre [?]

19:00 | 05/09/2018

Em seu segundo ano após a volta do time de basquete, o Corinthians já está na elite do basquete nacional e conta com um título conquistado, a Liga Ouro, que coroou o acesso ao NBB. A equipe segue em evolução, agora se preparando para o desafio de jogar entre os melhores do país e entre os reforços para a temporada, apresentou há pouco mais de um mês, Guilherme Giovannoni.

Mesmo com 38 anos, o ala leva ao time alvinegro um currículo invejável, que lhe daria status de astro em qualquer um dos clubes que disputam o NBB. No Corinthians, o tricampeão nacional já se encaixa na equipe neste início de temporada, com a disputa do Campeonato Paulista, em que o Timão está na sexta colocação.

Com mais de 20 anos representando a Seleção Brasileira, desde às categorias de base, até a aposentadoria, em 2017, Giovannoni conquistou Pan-Americano, Sul-Americano (3x), Copa América (2x) e ainda jogou duas Olimpíadas e quatro Mundiais. O camisa 12 do Corinthians, natural de Piracicaba, teve passagens expressivas pela Europa e, no Brasil, virou ídolo do Brasília, onde conquistou três vezes o NBB, levando duas vezes o título de MVP das finais e uma vez o de MVP da temporada.

Em conversa exclusiva com a Gazeta Esportiva, Giovannoni destacou a importância de, mesmo muito jovem, ter tido a oportunidade de jogar fora. ?Foi um crescimento tanto pessoal, quanto profissional. Aprender outra cultura, outro idioma. Conhecer pessoas, fazer um networking super interessante, valeu muito a pena. Mas profissionalmente, o crescimento pessoal dentro de quadra, melhoria técnica e, sobretudo, tática. Foi um ganho que eu tive lá, que trago até hoje?, declarou.

Após oito anos no Brasília, o time perdeu o patrocínio e foi forçado a fechar as portas na última temproada, levando Giovannoni ao Vasco, clube que defendeu por um ano. ?Eu fiquei oito anos muito felizes em Brasília. Criei um carinho muito grande não só pela equipe, mas pela cidade e pelos amigos que fiz lá. Infelizmente a equipe acabou na temporada passada e eu tive que sair?.

A chegada do astro no Corinthians coincidiu com a volta do time do Brasília ao NBB, mas o Giovannoni tratou de explicar as razões de ter escolhido o Timão, em meio às incertezas da reconstrução de seu antigo time. ?Agora a minha família está aqui, acabei de ter uma filha e nossa base é aqui em São Paulo. Então eu já tinha essa vontade de vir para cá. E apareceu o Corinthians e foi a melhor oportunidade que eu tive para vir para cá. O Brasília também demorou para montar a equipe, e tinha  uma certa incerteza em relação a isso. Além disso, a oportunidade de jogar em uma equipe como o Corinthians também é super tentadora?, revelou o paulista.

O desafio de Giovannoni e companhia agora é manter a evolução do Timão nas quadras, no segundo ano do time depois do retorno ao basquete.

Gazeta Esportiva

TAGS