Brasil disputa Campeonato Pan-Americano de nado artísticoMais Esportes | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Brasil disputa Campeonato Pan-Americano de nado artístico

A seleção brasileira de Nado Artístico disputa, a partir da próxima segunda-feira, o Campeonato Pan-Americano da modalidade, em Riverside, na Califórnia, Estados Unidos. Ao todo, o Brasil contará com 11 atletas na competição. No torneio, o Brasil competirá nas provas de: solo técnico (sênior), dueto misto técnico e livre (sênior), dueto feminino técnico e livre [?]

18:30 | 01/08/2018

A seleção brasileira de Nado Artístico disputa, a partir da próxima segunda-feira, o Campeonato Pan-Americano da modalidade, em Riverside, na Califórnia, Estados Unidos. Ao todo, o Brasil contará com 11 atletas na competição.

No torneio, o Brasil competirá nas provas de: solo técnico (sênior), dueto misto técnico e livre (sênior), dueto feminino técnico e livre (sênior), equipe técnico, livre e livre combinada (sênior), dueto livre e técnico (júnior). De acordo com uma das técnicas da seleção brasileira, Roberta Perillier, a expectativa é utilizar a competição como observação do trabalho visando os Jogos Pan-Americanos de 2019.

?A expectativa é de estreia. A equipe não compete em torneios internacionais de 2016. É uma reestreia da seleção. Queremos ter uma avaliação das nossas coreografias e do nosso treinamento para guiar uma estratégia de melhoria e busca por uma posição melhor nos Jogos Pan-Americanos?, disse.

Dos 11 convocados, oito são da seleção sênior e três integram o time júnior. São eles: Maria Clara Lobo, Luisa Borges, Maria Eduarda Miccuci, Maria Bruno, Lorena Molinos, Giovana Stephan, Gabriela Regly e Renan Alcântara (Sênior) e Anna Giulia Veloso, Laura Miccuci, Jullia Catharino Soares (Júnior). Roberta Perillier, Andrea Curi e Twila Cremona são as técnicas do Brasil.

Destaque no Campeonato Mundial de Desportos Aquáticos em 2017, o dueto misto do Brasil, formado por Giovana Stephan e Renan Alcântara, espera brilhar no Pan-Americano de 2018.

?Sobre o dueto misto, estamos com uma coreografia ainda mais difícil e artística, estamos confiantes de que será uma excelente competição para nós. Minha meta e acredito que da equipe toda é atingir a patamar de notas 8 em todas as provas que eu nadarmos. Mostrar que o Brasil voltou com uma equipe forte ao cenário de competições internacionais.?, disse Giovana.

 

Gazeta Esportiva

TAGS