Após vitória, Djokovic alerta número de desistências no US OpenMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Após vitória, Djokovic alerta número de desistências no US Open

Não foi fácil, mas Novak Djokovic conseguiu avançar para a segunda rodada do US Open de 2018, isso porque, além da dificuldade que Marton Fucsovics proporcionou, o ex-número um do mundo teve que lidar com o forte calor que tomou conta de Nova York na última terça-feira. Após a vitória, o sérvio comentou sobre a [?]

08:45 | 29/08/2018

Não foi fácil, mas Novak Djokovic conseguiu avançar para a segunda rodada do US Open de 2018, isso porque, além da dificuldade que Marton Fucsovics proporcionou, o ex-número um do mundo teve que lidar com o forte calor que tomou conta de Nova York na última terça-feira. Após a vitória, o sérvio comentou sobre a situação e alertou a organização quanto ao número de tenistas que desistiram nesta primeira rodada do torneio americano.

?Foi muito difícil estar em quadra hoje (ontem). Tanto eu como Fucsovics sofremos por causa do forte calor, mas não éramos os únicos hoje. Foram quase 10 desistências na chave masculina. As condições do jogo eram brutais, mas você tem que lidar com isso e fazer de tudo para vencer?, afirmou o tenista sérvio em entrevista coletiva.

O ex-número um do mundo também falou sobre a pausa de dez minutos entre o terceiro e quarto set, regra essa que já é valida pela WTA nos torneios femininos em dias de forte calor. ?Obviamente, uma pausa de 10 minutos foi algo muito necessário e que ajudou. Fico feliz por isso ter acontecido hoje. A verdade é que nunca experimentei isso antes, essa foi realmente a primeira vez e agradeço por isso?.

Durante a entrevista, Djokovic também falou sobre o que achou da partida diante do adversário húngaro, destacando o poder de reação que teve no terceiro set, quando tinha uma quebra de desvantagem. ?Eu tive que encontrar uma maneira de sair dos problemas, senão ia me dar mal. Quando estava um set a um e eu tinha uma quebra abaixo, o game decisivo foi quando ele vencia por 4/3 e consegui jogar bem, vi que ele estava perdendo intensidade?.

Agora, Nole terá um adversário, teoricamente, mais complicado do que o desta terça-feira, já que o sérvio enfrentará Tennis Sandgren, americano de 27 anos que tem poucos resultados expressivos, mas que vive sua melhor temporada da carreira. No começo do ano, o próximo oponente de Djokovic surpreendeu a muitos no Aberto da Austrália, quando chegou nas quartas de final do torneio após eliminar grandes nomes como Stan Wawrinka e Dominic Thiem.

 

Gazeta Esportiva

TAGS