PUBLICIDADE
Esportes

?Você sempre quer começar bem Wimbledon?, afirma Djokovic após estreia

Buscando mais um título de Grand Slams na carreira, Novak Djokovic terá pela frente o argentino Horácio Zeballos, na segunda rodada de Wimbledon. Para chegar até essa fase, o sérvio teve que passar pelo americano Tennis Sandgren, adversário que pouco conseguiu incomodar o ex-número um do mundo. ?Eu fiz com que ele jogasse muitos pontos [?]

08:15 | 04/07/2018

Buscando mais um título de Grand Slams na carreira, Novak Djokovic terá pela frente o argentino Horácio Zeballos, na segunda rodada de Wimbledon. Para chegar até essa fase, o sérvio teve que passar pelo americano Tennis Sandgren, adversário que pouco conseguiu incomodar o ex-número um do mundo.

?Eu fiz com que ele jogasse muitos pontos em seus games de serviço e penso que saquei com muita precisão, isso ajudou demais. As condições estavam difíceis, mas é apenas o primeiro jogo em Wimbledon e você sempre quer começar bem. Essa foi a primeira vez que joguei contra ele, enntão demorou um pouco para que eu me acostumasse com o ritmo de jogo dele. Mas no geral, acredito que foi um desempenho bastante sólido?, destacou o sérvio após o confronto diante do tenista americano.

O ex-número um do mundo também destacou como está focado para ter um bom desempenho no terceiro Grand Slam da temporada. ?Às vezes, é difícil manter minhas emoções dentro de mim. A verdade é que eu me sinto bem com meu jogo. Foi uma situação muito positiva ter disputado uma final na grama de Queen?s, a minha primeira desde 2017, em Eastbourne. Estou realmente ansioso para ver como irei progredir em Wimbledon, pois estou trabalhando para isso, para melhorar o máximo possível?.

Mesmo sem mostrar muito poder de reação diante de Djokovic, Sandgren teve seu melhor momento da carreira nesta temporada. No começo do ano, o americano surpreendeu a todos ao chegar até às quartas de final do Aberto do Austrália e subir consideravelmente no ranking da ATP.

Apesar de não estar vivendo uma fase brilhante como nos anos em que brigava pelas primeiras posições do ranking, Djokovic tem um histórico vencedor na grama ?sagrada? de Wimbledon. O sérvio conquistou três vezes o título e já teve momentos marcantes na competição, como em 2015, quando venceu de forma espetacular Federer, que vivia uma fase esplendorosa e estava cada vez mais perto de acabar com a seca de título em Majors (na época, o suíço estava sem ganhar desde 2012).

Gazeta Esportiva

TAGS