PUBLICIDADE
Esportes

Sem dificuldades, Federer vence e continua sem perder sets em Wimbledon

Cabeça de chave número um do torneio mais tradicional do tênis mundial, Roger Federer mostrou mais uma vez porque é o grande favorito para conquistar o título em 2018. Nesta quarta-feira, o maior campeão de Grand Slam enfrentou o eslovaco Lukas Lacko, atual número 73 do ranking, e venceu com facilidade por 3 sets a [?]

13:30 | 04/07/2018

Cabeça de chave número um do torneio mais tradicional do tênis mundial, Roger Federer mostrou mais uma vez porque é o grande favorito para conquistar o título em 2018. Nesta quarta-feira, o maior campeão de Grand Slam enfrentou o eslovaco Lukas Lacko, atual número 73 do ranking, e venceu com facilidade por 3 sets a 0, parciais 6/4, 6/4 e 6/1.

No primeiro set, Lacko mostrou um bom tênis e deixou a partida equilibrada nos games iniciais, no entanto  Federer começou a jogar com mais intensidade, impôs o ritmo e quebrou o saque do tenista eslovaco no sétimo game. Com isso, o suíço aproveitou a vantagem para manter a eficiência nos seus serviços e fechar a primeira parcial em 6/4 a seu favor.

O segundo set foi muito parecido do primeiro. Sem precisar jogar em alto nível e arriscando bem pouco, Federer quebrou o serviço de Lacko no quinto game e manteve a quebra a favor até o final da parcial, quando novamente triunfou por 6/4. Nos dois sets, o maior campeão de Grand Slams da história não dava brechas para o adversário, que pouco fazia quando devolvia os fortes saques do suíço.

Extremamente confiante e sem perder o controle mental durante todo a partida, Federer deu ainda menos possibilidades de reviravolta ao adversário de 30 anos. O cabeça de chave número um do torneio confirmou,novamente, todos seus serviços na parcial e, além disso, quebrou mais três vezes o saque de Lacko, que não conseguiu evitar que o terceiro set terminasse 6/1 para o suíço.

Agora, Federer tentará manter a sua trajetória em busca do seu nono título em Wimbledon diante do vencedor do duelo entre o alemão Jan-Lennard Struff e o croata Ivo Karlovic.

Gazeta Esportiva

TAGS