PUBLICIDADE
Esportes

Toto Wolff revela ?preocupação? da Mercedes com GP de Monaco

Se existe um local onde a Mercedes não tem conseguido reinar na Fórmula 1, esse lugar é Monaco. Em 2017, o desempenho foi um dos piores da temporada e os resultados recentes fazem com que a equipe mantenha a cautela para as estratégias no próximo dia 27, quando ocorre a etapa de 2018 no principado. [?]

09:45 | 21/05/2018

Se existe um local onde a Mercedes não tem conseguido reinar na Fórmula 1, esse lugar é Monaco. Em 2017, o desempenho foi um dos piores da temporada e os resultados recentes fazem com que a equipe mantenha a cautela para as estratégias no próximo dia 27, quando ocorre a etapa de 2018 no principado.

As dificuldades que a Mercedes está encontrando em sucessivas temporadas não conseguiram ser explicadas nem mesmo pelo chefe da equipe, Toto Wolff, que não escondeu a preocupação para entender os fatores que estão sendo determinantes a fim de tornar a equipe mera competidora e sem grande protagonismo.

 

?Estou realmente muito preocupado?, disse o chefe da Mercedes. ?Nos últimos anos percebemos que algumas pistas casam melhor conosco, mas em outras o desempenho não se repete. É difícil desfazer o DNA do nosso carro para Monaco, Budapeste e Cingapura, que são circuitos onde sempre rendemos abaixo do que deveríamos. Ainda não descobrimos como ser rápido nas curvas do principado?, completou.

As posições finais em 2017 representaram um cenário que a Mercedes não espera repetir em 2018. A quarta colocação de Valtteri Bottas e a sétima de Lewis Hamilton irão servir de exemplo para ajustes em 2018. O campeão mundial da última temporada, por sinal, vê a Red Bull com grandes chances de ser a equipe mais próxima de uma ?perfeição? diante dos recentes resultados.

?Monaco será um grande desafio e teremos dificuldades para bater os outros. Basta lembrar para Daniel Ricciardo na Espanha, onde ele era muito rápido no último setor, e o último setor é só de pressão aerodinâmica. Por isso, eles serão rápidos em Monaco, muito difíceis de serem batidos, comentou o líder da temporada, que teve o pensamento corroborado pelo companheiro de equipe.

?Acredito que a Red Bull será forte, mas a Ferrari esteve na pole position no ano passado. Ou seja, não será um fim de semana nada fácil para nós. A Red Bull foi realmente rápida em Barcelona, principalmente no último setor, onde existem curvas sinuosas. E é disso que Monaco se trata?, analisou Bottas.

Gazeta Esportiva

TAGS