PUBLICIDADE
Esportes

Confederação Brasileira de Ginástica lançará cartilha contra assédio

Após a polêmica envolvendo o cenário da ginástica nacional, com acusações de abuso por parte de Fernando de Carvalho Lopes, ex-técnico da Seleção Brasileira da modalidade, e diversas outras implicações, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) realizará, junto do Ministério Público do Trabalho, o lançamento de uma cartilha de combate ao assédio sexual, moral e [?]

18:45 | 23/05/2018

Após a polêmica envolvendo o cenário da ginástica nacional, com acusações de abuso por parte de Fernando de Carvalho Lopes, ex-técnico da Seleção Brasileira da modalidade, e diversas outras implicações, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) realizará, junto do Ministério Público do Trabalho, o lançamento de uma cartilha de combate ao assédio sexual, moral e abusos no esporte, nesta quinta-feira.

A cartilha será divulgada após a cerimônia de posse do novo quadriênio de integrantes do STJD da ginástica, em Aracaju.

Clube afasta ex-técnico da Seleção Brasileira após denúncias de abuso

Após afastamento de técnico, Diego Hypólito revela violência na infância

CBG emite nota declarando providências urgentes em relação às denúncias

A CBG também fará a apresentação de um novo espaço em seu site oficial, destinado ao acesso público da cartilha e de relatos e denúncias de violação do código de ética da entidade. De acordo com a própria organização, ?a área deverá ser um canal para quem desejar narrar ou relatar fatos que constituam fraudes, subornos, abusos, assédios e outros tipos de violações aos princípios e valores contidos no referido Código de Ética?.

Paulo Schmitt, assessor jurídico da Confederação Brasileira de Ginástica, celebrou o fato. ?Com mais essa iniciativa reafirmamos, assim, nosso pleno compromisso em adotar amplos esforços no sentido de preservar a imagem do nosso esporte e instituições, prevenir e combater a ocorrência de práticas ilegais, imorais e contrárias aos princípios éticos, fraudes, manipulações, violência, assédios e abusos?, afirmou.

Gazeta Esportiva

TAGS