PUBLICIDADE
Esportes

No clássico do Nordeste, Sampaio bate Uninassau e vence a 8ª seguida

No clássico do Nordeste da Liga de Basquete Feminino, deu Sampaio Basquete no Ginásio Wilson Campos, em Recife. Em jogo único deste domingo, com transmissão ao vivo da TV Gazeta, a equipe do Maranhão atropelou o Uninassau no último quarto e derrotou as anfitriãs por 74 a 58. Com o resultado, o Sampaio chega a [?]

17:00 | 01/04/2018

No clássico do Nordeste da Liga de Basquete Feminino, deu Sampaio Basquete no Ginásio Wilson Campos, em Recife. Em jogo único deste domingo, com transmissão ao vivo da TV Gazeta, a equipe do Maranhão atropelou o Uninassau no último quarto e derrotou as anfitriãs por 74 a 58.

Com o resultado, o Sampaio chega a sua oitava vitória seguida, vai a 22 pontos e se mantem na segunda colocação, quatro pontos atrás do líder Campinas. O time do Maranhão volta á quadra apenas no dia 12 de abril, quinta-feira, quando enfrenta o Ituano fora de casa, ás 19h (de Brasília).

O Uninassau, por sua vez, perde a primeira depois de dois jogo, chega aos 19 pontos e iguala a pontuação de Santo André e Ituano, terceiro e quarto colocados, respectivamente. O próximo compromisso da equipe pernambucana é diante do líder Campinas, também no dia 12, fora de casa, às 19h30 (de Brasília).

A cestinha do jogo foi Gil, do Uninassau, com 21 pontos marcados e Casanova foi um dos grandes nomes com seis assistências e oito rebotes. No lado das vencedoras, Tati foi a maior pontuadora com 19 pontos.

A partida começou bastante equilibrada, com o Sampaio se mantendo à frente no placar por pouca diferença de pontos. Toda vez que as visitantes tentavam disparar no marcador, o Uninassau logo respondia e colava na pontuação. No fim do primeiro quarto, porém, as vice-líderes da LBF se impuseram e levaram a melhor na parcial, terminando sete pontos a frente: 26 a 19.

No segundo quarto, o roteiro se repetiu e o Sampaio ia mantendo a vantagem previamente conquistada. Na metade da parcial, porém, as anfitriãs reagiram e passaram a pressionar as adversárias, diminuindo a diferença para três pontos a quatro minutos do término do primeiro tempo.

Para delírio da torcida, faltando pouco mais de um minuto, o Uninassau empatou o jogo em 34 a 34, porém deixou o Sampaio novamente abrir ligeira vantagem. A equipe da casa venceu o segundo quarto por 15 a 13, mas foi para o intervalo três pontos atrás no marcador: 39 a 34.

O terceiro quarto foi extremamente equilibrado durante os 10 minutos. O Sampaio colocou cinco pontos de frente no início da parcial, mas viu o Uninassau subir de produção e encostar no placar. Na sequência, foram quase três minutos sem pontos marcados, com o marcador ficando parado em 41 a 37 para as visitantes. Faltando três minutos para o fim do período, as donas da casa empataram o jogo em 43 a 43, porém, mais uma vez, não conseguiram passar à frente e, apesar de vencer a parcial por um ponto, foram para o decisivo período com quatro pontos de desvantagem: 54 a 50.

O derradeiro quarto foi um verdadeiro massacre do Sampaio. O time visitante começou se impondo em quadra, construindo cada vez mais a vantagem rumo ao triunfo. Com quatro minutos jogados, foram apenas 10 pontos, sendo oito deles para a equipe do Maranhão, que abriu 10 de frente. Na sequência, a dois minutos do fim do jogo, o Sampaio colocou 12 pontos de vantagem, diferença que se manteve até o término da partida. Placar de 20 a 8 no quarto período e 74 a 58 no marcador total.

Gazeta Esportiva

TAGS