PUBLICIDADE
Esportes

Nadal aplica pneu, oscila no segundo set, mas avança à semi de Barcelona

Nadal confirmou no início da tarde desta sexta-feira a sua vaga nas semifinais do ATP 500 de Barcelona. Em um jogo de altos e baixos, o espanhol conseguiu confirmar a vitória por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 7/5, em uma partida de 1h45 de duração. Na briga pelo seu 11º título [?]

13:45 | 27/04/2018

Nadal confirmou no início da tarde desta sexta-feira a sua vaga nas semifinais do ATP 500 de Barcelona. Em um jogo de altos e baixos, o espanhol conseguiu confirmar a vitória por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 7/5, em uma partida de 1h45 de duração.

Na briga pelo seu 11º título em Barcelona, o atual líder do ranking mundial agora espera o vencedor do confronto entre David Goffin, atual 10º melhor tenista do planeta, e Roberto Bautista, 15º colocado, que acontece durante a tarde desta sexta.

O primeiro set foi um verdadeiro passeio do espanhol para cima de seu adversário. Sem o menor problema para conseguir fechar os seus serviços, o atual número 1 do planeta soube forçar nos momentos certos para conseguir as três quebras em sequência e aplicar o chamado ?pneu?.

Se no primeiro set a vitória do El Toro de Miúra teve tranquilidade para sair vitorioso, essa tranquilidade não foi a mesma no segundo set. Após ser quebrado no primeiro game, o espanhol não conseguiu empatar o duelo até Klizan quase fechar a parcial. No entanto, Nadal demonstrou porque é o rei do saibro e defendeu três set points para conseguir quebrar o saque do adversário e igualar o set em 5 a 5. Após a quebra, o espanhol voltou a se mostrar superior e confirmou a vitória por 2 sets a 0 após virar para 7 a 5 o segundo set.

Zebras em Barcelona

Apesar da vitória de Nadal, a sexta-feira não ficou marcada apenas por resultados esperados. Um pouco mais cedo, Dominic Thiem, atual número sete do mundo, acabou sendo surpreendido pelo jovem Stefanos Tsitsipas, número 63 do planeta, por 2 sets a 0, com parciais 6/3 e 6/2.

Tendo o saibro como a sua especialidade, o austríaco acabou não desempenhando o que se imaginava dele e acabou sendo facilmente superado pela promessa grega de apenas 19 anos em pouco mais de 1 hora e 20 minutos.

Após a primeira zebra do dia, a surpresa voltou a aparecer nas quadras de Barcelona. Um pouco mais tarde, o quinto melhor tenista da atualidade, Grigor Dimitrov, acabou sendo derrotado pelo o espanhol Pablo Carreno- Busta, número 11 do planeta,por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (7/4).

Gazeta Esportiva

TAGS