PUBLICIDADE
Esportes

Mourinho admite certo arrependimento sobre relação delicada com Wenger

Prestes a enfrentar o Arsenal comandado por Arsene Wenger pela última vez, José Mourinho soma episódios marcantes com o francês. O técnico do Manchester United já protagonizou polêmicas ao longo da carreira, tanto na beira do campo como em entrevistas, quando o assunto é Wenger. Mas com o colega de profissão próximo do adeus nos Gunners, [?]

13:45 | 27/04/2018

Prestes a enfrentar o Arsenal comandado por Arsene Wenger pela última vez, José Mourinho soma episódios marcantes com o francês. O técnico do Manchester United já protagonizou polêmicas ao longo da carreira, tanto na beira do campo como em entrevistas, quando o assunto é Wenger. Mas com o colega de profissão próximo do adeus nos Gunners, o português mostra arrependimento.

â??Há pequenas coisas em que seria obviamente melhor sem elas, alguns gestos, algumas palavras seriam melhores sem ele. Eu me sinto melhor agora sem isso, sem dúvidas sobre isso. Mas quando cheguei na Inglaterra em 2004, o Arsenal foi campeão e tem sido o famoso Invincibles [pela temporada anterior]. E pelos próximos dois anos a rivalidade estava com eles. [Dennis] Bergkamp, â??â??Thierry [Henry], [Sol] Campbell, uma equipe incrível, â?? eles nos empurraram para os limites. Nós tivemos grandes lutas, e agradeço por isso. Arrependimentos? Pequenos episódios negativos, sim, eu tenho. E provavelmente ele também temâ?, disse Mourinho.

O português ainda espera que os torcedores do United não recebam Wenger no Old Trafford de forma ostensiva. â??Eu sempre sinto que os maiores rivais são nossos maiores amigos, porque são eles que nos levaram ao limite. Acho que os torcedores do Manchester sabem que até 2004 por cerca de uma década a rivalidade era entre o nós e o Arsenal, estava entre Alex Ferguson e Wenger. Essas grandes equipes do Arsenal lutaram ombro a ombro com o United, fizeram dele cada vez melhor. Espero que ele tenha uma boa reação, se não for bom, nada mal mesmo. E de nós, o clube, ele vai sentir o respeito que temosâ?, declarou.

Gazeta Esportiva