PUBLICIDADE
Esportes

Bicampeã olímpica, Fabi afirma que aposentar não foi uma decisão fácil

O último domingo, marcado pela comemoração do Praia Clube, que pela primeira vez se sagrou campeão da Superliga feminina, também foi histórico para o vôlei brasileiro do outro lado da quadra. Isso porque a final foi a última partida de Fabi Alvim, do Sesc/RJ, antes de sua aposentadoria. Quase 20 anos depois de entrar na [?]

13:45 | 23/04/2018

O último domingo, marcado pela comemoração do Praia Clube, que pela primeira vez se sagrou campeão da Superliga feminina, também foi histórico para o vôlei brasileiro do outro lado da quadra. Isso porque a final foi a última partida de Fabi Alvim, do Sesc/RJ, antes de sua aposentadoria. Quase 20 anos depois de entrar na modalidade, inspirada pela geração campeã olímpica de Barcelona, a líbero, assim como suas referências, soma no currículo não apenas um, mas dois ouros olímpicos. Em suas redes sociais, a atleta destacou que aposentar não foi uma decisão fácil.

Campeã em Pequim 2008 e Londres 2012, a principal líbero brasileira se despediu também do Rio, clube que defendeu por 13 temporadas. ?Estava onde queria estar, no time que queria estar, fazendo o que mais amava: jogando vôlei?, escreveu Fabi em seu Instagram. ?Não é uma decisão fácil, tomada do dia para noite ou no calor das emoções. É com calma, lucidez e muitas conversas. Mas esse dia chegou?, continuou.

Sabe aquele momento que vc sabe que vai chegar mas não acredita? Sabe aquela sensação nostálgica de lembrar do início? Sabe gratidão? Pois é, senti tudo isso ao logo desses últimos meses, e aproveitei MUITO, mas muito mesmo. Não é uma decisão fácil, tomada do dia pra noite ou no calor das emoções. É com calma, lucidez e mtas conversas! Mas esse dia chegou! Quero rapidamente voltar a 1992, onde eu era uma menina que morava em iraja e sonhava em jogar na quadra com os meninos! Sempre fui atirada, queria ser aceita numa roda de meninos onde nenhuma menina figurava! E foi lá em iraja que tudo começou! A geração campeã olímpica de Barcelona me inspirou e me fez sonhar! Sonho, isso é o que a gente mais faz quando é criança! E eu sonhei! Mas jamais imaginei que tanta coisa bacana fosse acontecer! Sou grata pelos momentos, pela chance de defender uma nação, por conhecer lugares, por jogar com meus ídolos e conhecê-los bem de pertinho, por viver momentos inesquecíveis! E isso tudo foi o vôlei que me deu! A única certeza que carrego, independentemente de vitórias ou derrotas, sim, a derrota faz parte da VIDA, a sensação de se doar de alma pelas companheiras é o que mais me orgulho! Ontem foi especial! Perdemos o título para uma grande equipe, o que em nada desmerece nossa luta, nossa história e nossa trajetória! Eu estava onde queria estar, no time que queria estar, fazendo o que mais amava: jogando vôlei! Ao praia fica meu reconhecimento, pois do outro lado tinha mtas amigas!! Ao meu time o meu agradecimento! Essa é a palavra que carregarei comigo: gratidão! Aos fãs, sem vcs nada disso teria sentido, obrigada! A minha família e amigos: preparem-se, vou precisar mt de vcs!

Uma publicação compartilhada por Fabi Alvim (@fabialvim) em

 

?Sou grata pelos momentos, pela chance de defender uma nação, por conhecer lugares, por jogar com meus ídolos e conhecê-los bem de pertinho, por viver momentos inesquecíveis?, ressaltou Fabi, que teve Bernardinho como treinador por quase 14 anos.

Se a saída das quadras não teve o final triunfal como esperado, com ouro da Superliga, Fabi não poupou elogios ao time algoz. ?Perdemos o título para uma grande equipe, o que em nada desmerece nossa luta, nossa história e nossa trajetória?, destacou. ?Ao Praia fica meu reconhecimento, pois do outro lado tinha muitas amigas?.

Gazeta Esportiva

TAGS