PUBLICIDADE
Esportes

Uruguaio vence e mantém chance de tetracampeonato no Brasil

A meta de Pablo Cuevas, de vencer pelo quarto ano seguido o Aberto do Brasil, em São Paulo, permanece de pé. Isso porque o uruguaio derrotou o argentino Leonardo Mayer no primeiro jogo da tarde desta sexta-feira, no Ginásio do Ibirapuera, por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 6/7 (13-15) e 7/6 (5), [?]

15:45 | 02/03/2018

A meta de Pablo Cuevas, de vencer pelo quarto ano seguido o Aberto do Brasil, em São Paulo, permanece de pé. Isso porque o uruguaio derrotou o argentino Leonardo Mayer no primeiro jogo da tarde desta sexta-feira, no Ginásio do Ibirapuera, por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 6/7 (13-15) e 7/6 (5), carimbando vaga para as semifinais da competição no saibro brasileiro em quase três horas de ação.

Com o triunfo, além de manter vivo o sonho de conquistar o tetracampeonato consecutivo no saibro paulistano, o número 31 do mundo alargou sua sequência invicta na capital do estado de São Paulo para 16 partidas, com recorde geral de 18 vitórias e cinco derrotas.

Esse foi o terceiro embate entre os tenistas sul-americanos, com uma vitória para cada lado antes da disputa. Entretanto, os dois não se enfrentavam desde 2014, no Masters 1000 de Paris, que contou com triunfo do cabeça de chave número três do torneio brasileiro.

No primeiro set de jogo, só deu Cuevas. Com um início arrebatador, o uruguaio se aproveitou de uma série de erros não-forçados por parte do adversário e logo quebrou os dois saques iniciais do rival. Em apenas 15 minutos de partida, o marcador já anotava uma vantagem de 4/0 para o tenista.

O restante da parcial viu Pablo Cuevas impor ainda mais seu plano de jogo, voltando a aproveitar os vacilos do rival e valendo-se da força de seu serviço. Por outro lado, Mayer até conseguiu confirmar seu terceiro saque, mas não fez o suficiente para alcançar a virada e saiu com a derrota inicial.

O argentino passou a dificultar mais no segundo set, mas ainda assim permitiu a quebra de saque em apenas sua segunda colocada de bola em jogo, mesmo com muita luta. As trocas de bola entre os jogadores se tornaram maiores na rodada, e Mayer correu atrás para devolver a quebra de serviço.

Com 3/3 no marcador da parcial, o equilíbrio passou a ser o protagonista do set, tanto que foi necessária a disputa do tie-break. No desempate, o argentino começou melhor, abrindo dois pontos de diferença, mas exagerou na força de seu forehand e permitiu não só a igualdade, como também a virada do uruguaio.

Depois de uma disputa muito acirrada no tie-break, Cuevas chegou a salvar seis pontos do set, enquanto Mayer se defendeu de quatro jogadas da partida. Ao final da rodada, vitória do número 49 do mundo: 7/6 (15-13) e garantia da disputa do terceiro e último set.

Nele, ambos os tenistas começaram a rodada confirmando seus serviços. Com o marcador anotando 5/4 em favor do uruguaio, os dois jogadores protagonizaram uma longa troca de bolas, terminando em ponto do argentino. Com seis sets para cada lado, uma nova realização da parcial de desempate foi necessária. No tie-break, melhor para Cuevas, que saiu com a vitória e a classificação para a próxima fase.

O vencedor da partida agora espera a definição do jogo entre o italiano Fabio Fognini e o espanhol Guillermo García-López, que também acontecerá na tarde desta sexta-feira no Ginásio do Ibirapuera, para saber o próximo adversário no Aberto do Brasil, em confronto válido pelas semifinais do ATP 250 em São Paulo.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS