PUBLICIDADE
Esportes

Rio vence Osasco e reeditará quartas de final com o Pinheiros

O Rio de Janeiro encerrou a primeira fase da Superliga feminina com chave de ouro nesta sexta-feira. Recebendo o Osasco, seu maior rival, na Arena da Barra, o time comandado por Bernardinho teve um início nada animador, contudo, se recuperou no decorrer do confronto e garantiu o importante triunfo por 3 sets a 1, de [?]

00:00 | 03/03/2018

O Rio de Janeiro encerrou a primeira fase da Superliga feminina com chave de ouro nesta sexta-feira. Recebendo o Osasco, seu maior rival, na Arena da Barra, o time comandado por Bernardinho teve um início nada animador, contudo, se recuperou no decorrer do confronto e garantiu o importante triunfo por 3 sets a 1, de virada, parciais de 13/25, 26/24, 25/22 e 25/21.

Com o resultado, o Rio de Janeiro confirmou sua classificação à próxima fase em segundo lugar geral, atrás apenas do Praia Clube, com 20 vitórias e somente duas derrotas. O Osasco, por sua vez, ficou na quarta colocação, com 15 triunfos e sete reveses.

Agora, o Rio de Janeiro já se prepara para disputar as quartas de final da Superliga feminina com o Pinheiros, em uma reedição da temporada passada, em que as cariocas acabaram levando a melhor. Já o Osasco irá encarar o Barueri, equipe comandada por Zé Roberto Guimarães.

Após encerrar a invencibilidade do Praia Clube na rodada passada, quando superou o adversário por 3 sets a 2, fora de casa, o Rio de Janeiro entrou em quadra nesta sexta-feira muito mais relaxado, apesar de se tratar do maior clássico do vôlei feminino brasileiro. Desta maneira, o técnico Bernardinho viu suas comandadas atuarem de maneira apática e permitirem a vitória elástica das adversárias na primeira parcial por 25 a 13.

O chacoalhão do consagrado treinador surtiu efeito e suas jogadoras voltaram para o segundo set muito mais focadas. Do outro lado da quadra, no entanto, o Osasco continuou alerta e disposto a faturar mais uma parcial e se aproximar da vingança contra as adversárias, que venceram a partida do primeiro turno no ginásio José Liberatti, estragando a festa das anfitriãs na ocasião. Desta maneira, o jogo acabou ficando extremamente equilibrado, a as cariocas só empataram depois de garantir seu 26º ponto (26/24).

Daí em diante o Rio de Janeiro ganhou moral e não deu brechas para que as visitantes pudessem ensaiar uma reação. Mantendo uma margem de erro baixa e adotando uma postura mais agressiva, coube às jogadoras de Bernardinho desempenharem o vôlei que mostraram ao longo de toda temporada regular para vencerem os dois sets seguintes (25/22 e 25/21) e se classificarem à próxima fase da Superliga feminina ainda mais favoritas ao título.

Gazeta Esportiva

TAGS