PUBLICIDADE
Esportes

Brasil tem três duplas femininas nas oitavas da Major Series de vôlei de praia

No Major Series de Fort Lauderdale, nos EUA, cinco duplas brasileiras seguem vivas na disputa. Alison/Bruno Schmidt e Pedro Solberg/George já estavam classificados e, no feminino, mais três duplas passaram pela primeira fase. Agora os atletas vão iniciar o mata-mata, nas oitavas de final. O país ainda tinha Maria Elisa/Carol Solberg, que caíram na repescagem. Evandro/André [?]

15:45 | 02/03/2018

No Major Series de Fort Lauderdale, nos EUA, cinco duplas brasileiras seguem vivas na disputa. Alison/Bruno Schmidt e Pedro Solberg/George já estavam classificados e, no feminino, mais três duplas passaram pela primeira fase. Agora os atletas vão iniciar o mata-mata, nas oitavas de final. O país ainda tinha Maria Elisa/Carol Solberg, que caíram na repescagem. Evandro/André e Vitor Felipe/Guto, jogam a repescagem nesta sexta (2), e ainda têm chances de voltar à disputa.

No torneio feminino, a dupla Fernanda Berti/Bárbara Seixas já estava garantida nas oitavas desde quarta (28), por ter vencido seus dois jogos de estreia. Já Ágatha/Duda e Taiana/Carol Horta foram para a repescagem, passaram e enfrentam, respectivamente, as norte-americanas Branagh/Fendrick e as australianas Artacho/Clancy. Fernanda e Bárbara encaram as canadenses Bansley e Wilkerson.

Atual dupla campeã, Ágatha e Duda passaram tranquilas pela repescagem. ?Tivemos jogos duros nesta quinta-feira, acabamos perdendo na estreia e hoje enfrentamos as atletas da Suíça. Havíamos perdido duas vezes contra elas, mas a Letícia (Pessoa, técnica da dupla) cobrou mais atitude. Entramos com uma postura diferente, com mais velocidade. Não queríamos perder e sermos eliminadas na fase de grupos. Encerramos uma espécie de passividade e precisamos seguir assim até o final do torneio?, disse Duda.

Também tendo que disputar a repescagem, Taiana comemorou a classificação. ?Os jogos foram disputados com vento forte, então tínhamos que saber que no lado ?bom? faríamos mais pontos, e no lado ruim, sofreríamos. Estamos jogando desde segunda-feira, pelo country quota. E apesar do cansaço físico, vamos ganhando mais entrosamento, nos conhecendo mais. Foram jogos muito disputados e estamos felizes por conquistar essa vaga. Nas oitavas também teremos vento, teremos que saber lidar novamente com isso. As australianas são um time novo também e teremos que entrar focadas?, declarou.

 

Gazeta Esportiva

TAGS