PUBLICIDADE
Esportes

Com empresa de Piqué, Taça Davis pode ser reformulada em 2019

A ITF (Federação Internacional de Tênis) anunciou nesta segunda possíveis mudanças para a Copa Davis de 2019. As alterações podem transformar o torneio em uma espécie de Copa do Mundo de tênis. A partir da próxima edição, o evento será disputado entre 18 países, em uma semana, com jogos decididos em melhor de três sets. [?]

15:45 | 26/02/2018

A ITF (Federação Internacional de Tênis) anunciou nesta segunda possíveis mudanças para a Copa Davis de 2019. As alterações podem transformar o torneio em uma espécie de Copa do Mundo de tênis. A partir da próxima edição, o evento será disputado entre 18 países, em uma semana, com jogos decididos em melhor de três sets.

As mudanças fazem parte de um plano de negócio de 25 anos, com valor de US$ 3 bilhões (cerca de R$ 10 bilhões) com o fundo de investimentos Kosmos. A empresa parceira foi fundada e tem como presidente o jogador de futebol espanhol Gerard Piqué, que atualmente defende o Barcelona.

Com o novo investimento, o prêmio recebido pelos vencedores da Davis pode aumentar. O torneio ainda coroaria a temporada, sendo disputado apenas em novembro, durante a semana que tradicionalmente recebe as finais da Copa Davis. ?Nosso objetivo é criar um grande fim de temporada, que será um festival de tênis e entretenimento, junto aos maiores jogadores do mundo representando suas nações?, afirmou David Haggerty, presidente da ITF.

O plano será levado ao encontro geral anual da ITF, que acontece em Orlando, nos Estados Unidos, em agosto. Lá, para ser aprovada, a mudança precisa de 2/3 de votos a favor. ??A Kosmos está entusiasmada por participar desta parceria emocionante?, afirmou Piqué. ?Juntos, podemos elevar a Copa Davis a novas alturas, colocando as melhores nações e melhores jogadores na disputa?, finalizou o atleta.

Gazeta Esportiva

TAGS