PUBLICIDADE
Esportes

Apesar do respeito, Tandara discorda da presença de Tifanny na Superliga

A partida entre Osasco e Bauru na última sexta-feira, pela Superliga Feminina de Vôlei, guardou também o encontro entre Tandara e Tiffany, que terminaram o duelo empatadas na pontuação. Após a partida, a oposta da Seleção Brasileira e campeã Olímpica voltou a ser questionada sobre o posicionamento em relação a presença da adversária transexual na [?]

12:30 | 03/02/2018

A partida entre Osasco e Bauru na última sexta-feira, pela Superliga Feminina de Vôlei, guardou também o encontro entre Tandara e Tiffany, que terminaram o duelo empatadas na pontuação. Após a partida, a oposta da Seleção Brasileira e campeã Olímpica voltou a ser questionada sobre o posicionamento em relação a presença da adversária transexual na competição e fez questão de enfatizar o embasamento de sua opinião, discordando da Confederação.

?Eu estudei, tirei dúvidas, falei com especialista, nosso fisiologista, preparador físico, fisioterapeuta, enfim, fui me informar para poder abordar sobre. Eu respeito a história dela, para a sociedade é muito importante, dar a cara para bater, é uma pessoa que eu respeito muito. Hoje, independente se a Tifanny faz a diferença ou não, eu discordo da presença dela na Superliga Feminina?, disse Tandara.

A questão do desenvolvimento da adversária como pessoa, no sexo masculino, também foi um tema que Tandara revelou fazer diferença na construção do pensamento. ?Durante muito tempo, a puberdade inteira, ela se desenvolveu como sexo masculino. Não é o fato de tirar espaço de quem está chegando, é muito delicado isso. Não é homofobia o que estou falando. É fisiologia. Querendo ou não, ela leva vantagem?, completou.

Tifanny também foi questionada sobre o tema após a derrota da sua equipe e fez questão de valorizar a oportunidade que está tendo, independente de uma futura proibição para jogar na Superliga Feminina. Sobre as questões fisiológicas, a jogadora também se defendeu das críticas.

?Se algum dia chegar uma proibição que eu não possa jogar no feminino eu não vou reclamar. Vou seguir minha vida normal, como mulher, em qualquer outro trabalho?, comentou. ?Quando você faz a cirurgia, se adapta como mulher. Eu canso muito mais rápido que elas, preciso de dois dias a mais para recuperar?, indagou a oposta de Bauru.

 

Gazeta Esportiva

TAGS
Apesar do respeito, Tandara discorda da presença de Tifanny na SuperligaMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Apesar do respeito, Tandara discorda da presença de Tifanny na Superliga

A partida entre Osasco e Bauru na última sexta-feira, pela Superliga Feminina de Vôlei, guardou também o encontro entre Tandara e Tiffany, que terminaram o duelo empatadas na pontuação. Após a partida, a oposta da Seleção Brasileira e campeã Olímpica voltou a ser questionada sobre o posicionamento em relação a presença da adversária transexual na [?]

12:30 | 03/02/2018

A partida entre Osasco e Bauru na última sexta-feira, pela Superliga Feminina de Vôlei, guardou também o encontro entre Tandara e Tiffany, que terminaram o duelo empatadas na pontuação. Após a partida, a oposta da Seleção Brasileira e campeã Olímpica voltou a ser questionada sobre o posicionamento em relação a presença da adversária transexual na competição e fez questão de enfatizar o embasamento de sua opinião, discordando da Confederação.

?Eu estudei, tirei dúvidas, falei com especialista, nosso fisiologista, preparador físico, fisioterapeuta, enfim, fui me informar para poder abordar sobre. Eu respeito a história dela, para a sociedade é muito importante, dar a cara para bater, é uma pessoa que eu respeito muito. Hoje, independente se a Tifanny faz a diferença ou não, eu discordo da presença dela na Superliga Feminina?, disse Tandara.

A questão do desenvolvimento da adversária como pessoa, no sexo masculino, também foi um tema que Tandara revelou fazer diferença na construção do pensamento. ?Durante muito tempo, a puberdade inteira, ela se desenvolveu como sexo masculino. Não é o fato de tirar espaço de quem está chegando, é muito delicado isso. Não é homofobia o que estou falando. É fisiologia. Querendo ou não, ela leva vantagem?, completou.

Tifanny também foi questionada sobre o tema após a derrota da sua equipe e fez questão de valorizar a oportunidade que está tendo, independente de uma futura proibição para jogar na Superliga Feminina. Sobre as questões fisiológicas, a jogadora também se defendeu das críticas.

?Se algum dia chegar uma proibição que eu não possa jogar no feminino eu não vou reclamar. Vou seguir minha vida normal, como mulher, em qualquer outro trabalho?, comentou. ?Quando você faz a cirurgia, se adapta como mulher. Eu canso muito mais rápido que elas, preciso de dois dias a mais para recuperar?, indagou a oposta de Bauru.

 

Gazeta Esportiva

TAGS
Apesar do respeito, Tandara discorda da presença de Tifanny na SuperligaMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Apesar do respeito, Tandara discorda da presença de Tifanny na Superliga

A partida entre Osasco e Bauru na última sexta-feira, pela Superliga Feminina de Vôlei, guardou também o encontro entre Tandara e Tiffany, que terminaram o duelo empatadas na pontuação. Após a partida, a oposta da Seleção Brasileira e campeã Olímpica voltou a ser questionada sobre o posicionamento em relação a presença da adversária transexual na [?]

12:30 | 03/02/2018

A partida entre Osasco e Bauru na última sexta-feira, pela Superliga Feminina de Vôlei, guardou também o encontro entre Tandara e Tiffany, que terminaram o duelo empatadas na pontuação. Após a partida, a oposta da Seleção Brasileira e campeã Olímpica voltou a ser questionada sobre o posicionamento em relação a presença da adversária transexual na competição e fez questão de enfatizar o embasamento de sua opinião, discordando da Confederação.

?Eu estudei, tirei dúvidas, falei com especialista, nosso fisiologista, preparador físico, fisioterapeuta, enfim, fui me informar para poder abordar sobre. Eu respeito a história dela, para a sociedade é muito importante, dar a cara para bater, é uma pessoa que eu respeito muito. Hoje, independente se a Tifanny faz a diferença ou não, eu discordo da presença dela na Superliga Feminina?, disse Tandara.

A questão do desenvolvimento da adversária como pessoa, no sexo masculino, também foi um tema que Tandara revelou fazer diferença na construção do pensamento. ?Durante muito tempo, a puberdade inteira, ela se desenvolveu como sexo masculino. Não é o fato de tirar espaço de quem está chegando, é muito delicado isso. Não é homofobia o que estou falando. É fisiologia. Querendo ou não, ela leva vantagem?, completou.

Tifanny também foi questionada sobre o tema após a derrota da sua equipe e fez questão de valorizar a oportunidade que está tendo, independente de uma futura proibição para jogar na Superliga Feminina. Sobre as questões fisiológicas, a jogadora também se defendeu das críticas.

?Se algum dia chegar uma proibição que eu não possa jogar no feminino eu não vou reclamar. Vou seguir minha vida normal, como mulher, em qualquer outro trabalho?, comentou. ?Quando você faz a cirurgia, se adapta como mulher. Eu canso muito mais rápido que elas, preciso de dois dias a mais para recuperar?, indagou a oposta de Bauru.

 

Gazeta Esportiva

TAGS