PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Thiago Monteiro tenta mudar sua trajetória no circuito mundial na temporada 2018

04:37 | 03/01/2018
NULL
NULL (Foto: )
[FOTO1]Depois de um 2017 abaixo do que pretendia, o cearense Thiago Monteiro começou o ano vencendo todos os jogos que disputou. Segue invicto nos três duelos na Índia (já que passou pelo quali de Pune). E venceu jogando bem. 

Na disputa desta terça-feira, 2, contra o Belga Ruben Bemelmans (117º do mundo), o saque foi determinante na vitória de Thiago, que dominou boa parte do confronto. Apesar de ter colocado a primeira bola dentro de quadra com menor frequência em relação ao adversário, soube aproveitar melhor quando conseguiu o feito (86% a 77% de eficiência). O fortalezense foi agressivo do início ao fim, por isso também errou mais do que deveria, mas se impôs o suficiente para dominar o jogo em uma quadra que não é especialista. 

Nas duas horas e quarenta e um minutos de duelo contra um adversário não tão perigoso, o cearense poderia ter fechado a conta com mais tranquilidade. A irregularidade que ainda acompanha Thiago no circuito quase custou a vitória. Sacou para o set na primeira parcial e cedeu a quebra. Depois de um segundo set bem superior, nos saques e devoluções, voltou a sofrer na última parcial. 

A intranquilidade do cearense não deixou ele usar a estratégia de apenas colocar a bola em jogo e trabalhar com o erro do belga, que se mostrava bastante nervoso. Foi assim que Bemelmans não saiu do jogo em momento algum, mesmo abaixo tecnicamente. Embora mais experiente, com cinco anos a mais de circuito, Ruben não apresentou bola para vencer a partida. 

Em um susto no final do confronto, Monteiro foi obrigado a enfaixar o pé esquerdo após sofrer uma queda. Depois de perder quatro match points, e com o pé enfaixado, Thiago voltou para a quadra para vencer o jogo. 

Agora, enfrenta o sulafricano Kevin Anderson (14º do mundo), que vive grande fase na carreira. É especialista no piso duro e acabou de fazer final de Grand Slam, o US Open, contra Rafael Nadal. É um teste de fogo para o fortalezense.

TAGS