PUBLICIDADE
Esportes

Marcelo Melo perde; Demoliner avança e Brasil segue vivo nas duplas mistas

O favoritismo vem se mostrando traiçoeiro na Austrália. Nesta terça, além de Nadal e Dimitrov, a dupla formada por Marcelo Melo e Lukasz Kubot foi outra a dar adeus para a competição. Enfrentando a parceria pelo japonês Ben Mclachlan e o alemão Jan-Lennard Struff, a dupla cabeça de chave número um do torneio acabou derrotada por por [?]

10:30 | 23/01/2018

O favoritismo vem se mostrando traiçoeiro na Austrália. Nesta terça, além de Nadal e Dimitrov, a dupla formada por Marcelo Melo e Lukasz Kubot foi outra a dar adeus para a competição. Enfrentando a parceria pelo japonês Ben Mclachlan e o alemão Jan-Lennard Struff, a dupla cabeça de chave número um do torneio acabou derrotada por por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 6/7 (4-7) e 7/6 (7-5), em 2h52min.

Melo e Kubot foram quebrados logo no primeiro game da partida. A resposta da dupla formada pelo brasileiro e pelo polonês aconteceu apenas no oitavo game. No entanto, logo no saque seguinte eles acabaram sendo quebrados novamente, o que possibilitou aos rivais sair na frente no placar.

A segunda parcial foi bastante equilibrada, sem nenhuma das duplas conseguindo realizar uma quebra no saque rival. Dessa forma, o set foi levado para o tie-break. No desempate, após uma série de trocas de serviços, o brasileiro e o polonês se mostraram mais ligados e conseguiram fechar a parcial com duas quebras de saques seguidas sobre os rivais.

O equilíbrio seguiu dominando a partida no terceiro e decisivo set. Sem nenhuma quebra nos games, a parcial e a partida seriam definidos no tie-break. Mais atenta desta vez, a parceria de Mclachlan e Struff foi rápida para abrir um 4 a 2. Com a vantagem, os tenistas souberam carregar a liderança até o final e garantir a sua classificação.

Após a partida, Marcelo Melo comentou sobre o primeiro resultado negativo da dupla nesta temporada. ?Eles jogaram realmente muito bem. Começamos a partida muito abaixo do que vínhamos jogando. Poderíamos ter iniciado muito melhor, para quem sabe já sair dominando e fazer um jogo diferente. A partir do segundo set passamos a jogar melhor, mas eles estavam mais confortáveis na partida, sacando melhor que nós. Depois, no tie break, acabou um ponto decidindo para o lado deles. Realmente, a dupla acaba definida por um ponto ou outro. Infelizmente hoje foi para eles, que também mereceram muito a vitória por terem jogado muito bem, especialmente nas horas de pressão. Fica mais um aprendizado e lição para nossa dupla. Aumentar novamente os treinos e focar no que acabamos pecando aqui para não acontecer novamente e continuar tendo boas chances de outros títulos grandes pela frente?, avaliou o mineiro.

Porém, o dia não foi só de derrotas para os brasileiros. Jogando pelas duplas mistas, Marcelo Demoliner encontrou até certa facilidade para fazer 2 sets a 0 e garantir sua classificação para as quartas de final do Aberto da Austrália. Ao lado da espanhola Maria José Martinez Sanchez, a dupla derrotou Hao-Ching Chan, da China, e Michael Venus por 2 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/1.

Na próxima fase, o brasileiro e a espanhol encaram os australianos Storm Sanders e Marc Polmans. Outro brasileiro viva na disputa, Bruno Soares encara, ao lado de Ekaterina Makarova, Andrea Hlavackova e Roger VAsselin.

 

Gazeta Esportiva

TAGS