PUBLICIDADE
Esportes

FIA anuncia fornecedor da nova peça de segurança da F1

A FIA anunciou o nome do fornecedor do novo dispositivo de segurança da Fórmula 1, o Halo. O sistema de proteção para a cabeça dos pilotos será introduzido em 2018 e a CP Tech, que pertence ao grupo holandês Nedschroef, é quem produzirá as peças. A empresa disse que sua produção ?alcançou os requisitos rigorosos prescritos [?]

14:45 | 16/01/2018

A FIA anunciou o nome do fornecedor do novo dispositivo de segurança da Fórmula 1, o Halo. O sistema de proteção para a cabeça dos pilotos será introduzido em 2018 e a CP Tech, que pertence ao grupo holandês Nedschroef, é quem produzirá as peças.

A empresa disse que sua produção ?alcançou os requisitos rigorosos prescritos pelo padrão da FIA? e o diretor geral, Thomas Casey, afirmou que a empresa foi selecionada por sua ?experiência no complexo processamento mecânico do titânio e de materiais adicionais?.

?É outro grande projeto do qual podemos nos orgulhar de ter como base em nossa experiência de mais de 25 anos no negócio do automobilismo?, completou Casey.

O Halo vem sendo desenvolvido desde 2011. No ano passado, além deste, outro dispositivo de segurança também foi testado, o Shield (escudo, em tradução literária), mas a FIA acabou optando pelo Halo. Ele foi projetado para proteger os pilotos de grandes impactos causados por objetos como rodas e outras peças que possam estar soltas na pista ? como aconteceu com Felipe Massa na Hungria, em 2009.

O Halo também será obrigatório no carro da Fórmula 2 desta temporada e a Fórmula E começará a usá-lo no campeonato 2018-19, no final deste ano. O esperado é que a maioria dos campeonatos de Fórmula sigam este caminho até 2020.

Gazeta Esportiva

TAGS