PUBLICIDADE
Esportes

Eliminado na Austrália, Djokovic rasga elogios ao rival Chung

Após ser eliminado pela revelação sul-coreana Hyeon Chung no Aberto da Austrália, o ex-número 1 do mundo Novak Djokovic rasgou elogios à promessa do tênis nesta segunda-feira. O sérvio perdeu o confronto para o oponente por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-4), 7/5 e 7/6 (7-3). Destacando a evolução e desenvoltura do [?]

13:15 | 22/01/2018

Após ser eliminado pela revelação sul-coreana Hyeon Chung no Aberto da Austrália, o ex-número 1 do mundo Novak Djokovic rasgou elogios à promessa do tênis nesta segunda-feira. O sérvio perdeu o confronto para o oponente por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-4), 7/5 e 7/6 (7-3).

Destacando a evolução e desenvoltura do jogo de Chung, Djokovic afirmou que acredita no potencial do atleta da Coréia do Sul para chegar ao top 10, além de ressaltar a técnica e bom desempenho do rival nesta edição do Australian Open.

?Ele definitivamente tem jogo para estar no top 10, sem dúvidas. O quão longe ele pode ir, depende dele. Obviamente, o respeito muito porque ele trabalha duro, é disciplinado, gente boa e quieto. Você vê que ele se importa com sua carreira e suas performances, então tenho certeza que ele conseguirá grandes resultados no futuro?, contou.

?Parabéns para o Chung e sua equipe. Foi um desempenho incrível. Ele foi o melhor jogador em quadra, mereceu a vitória, sem dúvidas. Toda vez que se encontrou em problemas, veio com jogadas incríveis. Ele parecia um muro, foi impressionante. Tive um começo ruim, mas consegui me recupera. Provavelmente, no tie-break do primeiro set, ele estava mentalmente forte e paciente, no segundo também. Acho que em toda partida, eu estive atrás e ?persegui? ele, que esteve sempre à frente?, analisou.

Em seu primeiro torneio após seis meses, já que passou por um processo de recuperação de lesão, o sérvio não escondeu que seu cotovelo direito o incomodou durante toda a partida, mas preferiu não creditar sua derrota à contusão, exaltando a performance de Chung.

?Infelizmente, não está bom. No final do primeiro set, começou a doer mais, então tive que lidar com isso até o final da partida. Claro que tenho que dizer que estou muito grato pela chance de jogar. Foi um bom torneio, mas claro, é desapontar sair na quarta rodada. As circunstâncias são essas e tenho que aceitar, é a realidade?, afirmou.

?É frustante, claro, quando você tem todo esse tempo e não volta 100%. Só estou tentando o meu melhor, obviamente, pois amo esse esporte. Gosto de treinar, de ficar melhor, esperando que eu possa performar e competir melhor. Mas não quero falar sobre minha lesão, porque isso significaria tirar o crédito que Chung merece pela vitória?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS