PUBLICIDADE
Esportes

Brasil realiza primeiro treino para Copa Davis em Santo Domingo

O Brasil já está na cidade de Santo Domingo para a estreia no Zonal das Américas da Copa Davis contra a República Dominicana. Neste domingo, os tenistas brasileiros realizaram o primeiro treino nas quadras rápidas do Club Deportivo Naco, onde será disputado o confronto nos dias 2 e 3 de fevereiro. Se a equipe brasileira [?]

12:45 | 29/01/2018

O Brasil já está na cidade de Santo Domingo para a estreia no Zonal das Américas da Copa Davis contra a República Dominicana. Neste domingo, os tenistas brasileiros realizaram o primeiro treino nas quadras rápidas do Club Deportivo Naco, onde será disputado o confronto nos dias 2 e 3 de fevereiro. Se a equipe brasileira vencer, encara quem o vencedor do duelo entre Colômbia e Barbados para tentar uma vaga no playoff para o Grupo Mundial.

Na semana passada, o capitão João Zwetsch convocou os tenistas Thiago Monteiro, João Pedro Sorgi e o jovem Thiago Wild, que serão os representantes de simples, enquanto Marcelo Melo e Marcelo Demoliner jogarão o duelo entre duplas. A equipe ainda não está completa e espera-se que Melo, Demoliner e o técnico Daniel Melo se apresentem nesta segunda-feira.

Nesta sexta-feira, a competição abre com dois jogos de simples, nos quais o número 1 de cada país enfrentará o número 2 do outro. A ordem dos duelos será definida em sorteio na quinta-feira. O jogo de duplas abre o sábado e, na sequência, serão disputadas as outras duas partidas de simples, com os confrontos entre os números 1 e os números 2 de cada país.

Vale ressaltar que, em outubro de 2017, a Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou uma série de mudanças nos zonais da competição para a temporada 2018. Já os confrontos do Grupo Mundial manterão as mesmas regras.

A principal alteração foi com relação à duração das partidas, que passaram de melhor de cinco sets para melhor de três. Os confrontos também ficaram mais curtos, com um dia a menos de duelos. Além, disso, o número de jogadores convocados aumentou de quatro para cinco, dando mais flexibilidade para os capitães das equipes na hora de escolher os jogadores nas séries.

Gazeta Esportiva

TAGS