PUBLICIDADE
Esportes

Ponte Preta é punida pelo STJD com cinco partidas de portões fechados

Na tarde desta segunda-feira, a Ponte Preta foi punida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com cinco partidas de portões fechados, quando atuar em sua casa, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O clube campineiro corria o risco de perder até 30 jogos de mando de campo. Além disso, o zagueiro Rodrigo também foi [?]

15:15 | 04/12/2017

Na tarde desta segunda-feira, a Ponte Preta foi punida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com cinco partidas de portões fechados, quando atuar em sua casa, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O clube campineiro corria o risco de perder até 30 jogos de mando de campo.

Além disso, o zagueiro Rodrigo também foi punido pelo Tribunal. O jogador levou um gancho de seis partidas, a punição máxima, devido à ?dedada? no atacante Trellez do Vitória, na partida que decretou o rebaixamento da Macaca. Provavelmente, Rodrigo deixará a Ponte, pois não faz parte dos planos da diretoria na próxima temporada.

Por causa da paralisação da partida aos 39 minutos do segundo tempo, devido à invasão de campo dos torcedores, o placar do jogo corria o risco de ser alterado de 3 a 2 para 3 a 0 a favor do Vitória. O marcador acabou sendo mantido.

Os representantes da Ponte Preta avaliaram o resultado como satisfatório: ?Tínhamos que fazer uma comparação e ver como o STJD avalia essas punições. Dentre aquilo que a Ponte poderia ser penalizada, o resultado ficou mais próximo do que queríamos?, afirmou João Felipe Acioli, advogado do clube, que esteve acompanhado do diretor financeiro, Gustavo Vallio e Giuliano Guerreiro, diretor jurídico. Ainda cabe recurso na decisão tomada pelo Tribunal.

Gazeta Esportiva

TAGS