PUBLICIDADE
Esportes

Milton Cruz relembra dificuldades de Lugano em seu início no São Paulo

Milton Cruz permaneceu durante muito tempo como auxiliar técnico do São Paulo e foi responsável por indicar diversos talentos ao clube. Embora Diego Lugano, que se despediu do Tricolor nesse domingo, não tenha sido contratado por sua causa, o atual treinador do Figueirense elogiou a postura do zagueiro uruguaio e relembrou as dificuldades do ?Dios? [?]

07:45 | 04/12/2017

Milton Cruz permaneceu durante muito tempo como auxiliar técnico do São Paulo e foi responsável por indicar diversos talentos ao clube. Embora Diego Lugano, que se despediu do Tricolor nesse domingo, não tenha sido contratado por sua causa, o atual treinador do Figueirense elogiou a postura do zagueiro uruguaio e relembrou as dificuldades do ?Dios? no início de sua trajetória no Tricolor.

?No começo o Lugano foi muito esforçado, se dedicou muito. Inventamos o esquema de três zagueiros para ele poder jogar mais, porque o presidente Marcelo Portugal Gouveia sempre cobrava: ?E o meu zagueiro? ?. Muita gente falou: ?Pô, o São Paulo está acostumado a jogar para frente. Vocês vão jogar com três zagueiros? ?. Mas acabou dando certo. Ele tem os méritos dele, por conta do esforço, da dedicação. No começo ele teve um pouco de dificuldade, mas depois deu certo?, disse Milton Cruz, convidado do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, deste domingo.

Já em relação ao futuro do São Paulo, Milton Cruz aposta em um nome em especial: Lucas Perri. Embora o Tricolor não tenha dado oportunidades ao jovem goleiro mesmo com os problemas na meta que enfrentou neste ano por conta das oscilações de Denis e Renan Ribeiro, o treinador do Figueirense garante que o menino tem muito potencial.

?O São Paulo tem um grande goleiro, que é o Lucas Perri. Foi convocado para todas as seleções de base, é uma promessa. Eu achava que ele ia ter uma chance. Veio o Denis, o Renan, o Sidão, aí o Dorival fixou o Sidão, mas o Lucas Perri é um bom goleiro. Tem um futuro muito grande?, prosseguiu, antes de valorizar as categorias de base do São Paulo.

?A base tem revelado grandes jogadores: o David Neres, o Luiz Araújo, o Lyanco. Agora está aparecendo o Brenner. Acho que a base tem feito um grande trabalho. O Lucas ficou com nós, na época tinha clubes que queriam pagar R$ 20 milhões, mas a diretoria segurou. O Lucas foi campeão da Copa Sul-Americana e aí foi vendido por R$ 100 milhões?, completou.

Gazeta Esportiva

TAGS