PUBLICIDADE
Esportes

Ex-técnico dos EUA assume como consultor do polo aquático brasileiro

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) anunciou nesta quinta-feira um reforço para o polo aquático nacional. Ricardo Azevedo, ex-técnico da modalidade, será o consultor do esporte no próximo ciclo olímpico. Rochinha, como é conhecido, foi o comandante da seleção chinesa feminina nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Sua equipe terminou em [?]

10:30 | 14/12/2017

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) anunciou nesta quinta-feira um reforço para o polo aquático nacional. Ricardo Azevedo, ex-técnico da modalidade, será o consultor do esporte no próximo ciclo olímpico.

Rochinha, como é conhecido, foi o comandante da seleção chinesa feminina nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Sua equipe terminou em sétimo lugar, com apenas uma vitória, justamente sobre o Brasil, que ficou em oitavo.

Sua maior experiência, porém, foi nos Estados Unidos. Entre 1983 e 2007, ele trabalhou para a seleção do país, como coordenador ou como treinador. Também passou por clubes norte-americanos. Azevedo ainda atuou na Itália, antes de assumir a China.

?Trabalhei em quase todos os continentes, tenho essa experiência de ver como todos jogam, mas quero que o Brasil tenha sua própria filosofia. O Brasil sempre teve grandes jogadores e treinadores, tem até hoje. Quero criar novos moldes, novas estratégias para fundamentar essa filosofia do Brasil?, explicou.

Também será objetivo de Ricardo popularizar a modalidade no País. ?Assim que chegar à CBDA, quero fazer com que o esporte cresça. Esse é o objetivo. Espero que, com essa nova fase, pessoas que são ídolos do nosso esporte retornem para contribuir cada vez mais?, afirmou, citando a nova administração da entidade.

Em Jogos Olímpicos, a Seleção feminina de polo aquático fez sua estreia no Rio, em 2016, sem vencer nenhum jogo. Entre os homens, a equipe voltou às Olimpíadas em 2016, após 32 anos de ausência. A melhor campanha, em termos de colocação, foi o sexto lugar em 1920, em Antuérpia. Oito países participaram daquela edição.

Gazeta Esportiva

TAGS