PUBLICIDADE
Esportes

Cueva termina temporada como líder de assistências novamente

Cueva passou por bons e maus momentos nesta temporada, passando de reserva em algumas partidas a jogador vangloriado pelos torcedores. Camisa 10 da equipe e peça-chave no esquema do técnico Dorival Jr durante a retomada do Tricolor no Brasileirão, o meia peruano se despede de 2017 como o líder de assistências do elenco novamente, já [?]

08:30 | 17/12/2017

Cueva passou por bons e maus momentos nesta temporada, passando de reserva em algumas partidas a jogador vangloriado pelos torcedores. Camisa 10 da equipe e peça-chave no esquema do técnico Dorival Jr durante a retomada do Tricolor no Brasileirão, o meia peruano se despede de 2017 como o líder de assistências do elenco novamente, já que no último ano ele já havia conseguido o feito.

Cueva foi responsável por servir os seus companheiros em 11 oportunidades. Além disso, balançou as redes dez vezes, ficando atrás apenas dos centroavantes são-paulinos. Titular absoluto, Lucas Pratto marcou 14 gols neste ano, enquanto Gilberto, seu substituto imediato, terminou a temporada com um tento a menos que seu concorrente.

?Teria sido um ano ainda melhor se nossa equipe tivesse brigado pela parte de cima da tabela, mas estou feliz porque trabalhei forte para ajudar os meus companheiros. Comecei muito bem o ano. Depois, tive uma lesão e não consegui repetir o rendimento, mas nunca me escondi e valorizo isso. Na reta final, em um momento decisivo, felizmente consegui ajudar os meus companheiros novamente?, afirmou Cueva, que também terminou o último ano como líder de assistências do São Paulo.

Mas não foi somente no Tricolor que o meia viveu momentos decisivos neste ano. Além de defender a equipe do Morumbi, ele também foi responsável por levar a seleção peruana de volta à Copa do Mundo após 36 anos ao vencer a Nova Zelândia na repescagem.

?Foi uma emoção grande conseguir este feito com o meu país. Realizamos o sonho da nossa nação. Foi um marco não só para o futebol peruano, mas para toda a nação?, concluiu o peruano, que defenderá o Peru em sua quinta aparição em Mundiais.

Gazeta Esportiva

TAGS