PUBLICIDADE
Esportes

Com briga na torcida, Foz vence o JEC pela semi da Liga Futsal

Na noite deste sábado, Foz Cataratas e Joinville se enfrentaram na primeira partida da semifinal da Liga Nacional de Futsal. Jogando em casa, o Foz venceu pelo placar de 2 a 1, abrindo vantagem para a volta, que será disputada em Joinville, sábado, dia 11. Pelo triunfo, o time paranaense joga pelo empate no tempo [?]

22:45 | 04/11/2017

Na noite deste sábado, Foz Cataratas e Joinville se enfrentaram na primeira partida da semifinal da Liga Nacional de Futsal. Jogando em casa, o Foz venceu pelo placar de 2 a 1, abrindo vantagem para a volta, que será disputada em Joinville, sábado, dia 11. Pelo triunfo, o time paranaense joga pelo empate no tempo normal para avançar. Os tricolores, por sua vez, precisam ganhar no tempo normal para ter a vantagem do empate na prorrogação. Não há decisão nos pênaltis.

Logo no início do jogo, uma grande confusão entre torcedores do Joinville e a polícia interrompeu o jogo por cerca de 24 minutos. Como as duas torcidas ocupam o mesmo espaço nas arquibancadas, a polícia interviu e expulsou os torcedores brigões.

Após a confusão nas arquibancadas, as duas equipes voltaram a jogar e o duelo passou a ficar ainda mais quente. Visivelmente nervosos, os jogadores passaram a usar da força para disputar a bola e algumas faltas pesadas aconteceram.

Com o jogo truncado, poucos chutes de perigo foram vistos. O Foz abriu o placar apenas no fim do primeiro tempo. Após passe pelo alto, Vini pegou belo chute de perna direita e acertou o ângulo do goleiro adversário, marcando um belo gol.

No segundo tempo, o Joinville pressionou e conseguiu o gol de empate. Após Jackson lançar para o ataque, Gabriel apareceu bem posicionado e aproveitou a bola espirrada para bater de chapa e comemorar o primeiro gol do JEC na quente partida.

Com um volume de jogo maior, o time visitante foi capaz de empurrar o adversário ao seu campo de defesa, manter a posse de bola e tentar a virada, mas a efetividade do rival falou mais alto. Após erros de conclusão dos catarinenses, o time da casa teve cobrança de escanteio e Léo Costa ajeitar e bater cruzado de direita, sem chances para o goleiro.

O Joinville seguiu melhor e pressionou até o último lance, quando Jackson recebeu após boa posse de bola no goleiro linha, limpou o marcador e bateu de perna direita. A bola carimbou o pé da trave de Jean, que só olhou, e depois foi afastada pela defesa, dando números finais à partida.

Gazeta Esportiva

TAGS