PUBLICIDADE
Esportes

Chapecoense supera o Bahia e mantém vivo sonho de Libertadores

A Chapecoense segue firme na luta pela Libertadores. Neste domingo, mesmo fora de casa, a equipe ganhou do Bahia por 1 a 0, em duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi de Wellington Paulista. Com o importante triunfo, os comandados de Gilson Kleina chegaram aos 51 pontos, além de alcançarem nove [?]

20:15 | 26/11/2017

A Chapecoense segue firme na luta pela Libertadores. Neste domingo, mesmo fora de casa, a equipe ganhou do Bahia por 1 a 0, em duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi de Wellington Paulista.

Com o importante triunfo, os comandados de Gilson Kleina chegaram aos 51 pontos, além de alcançarem nove partidas sem derrotas no Nacional. O time de Paulo Cesar Carpegiani parou nos 49.

Na rodada final do Campeonato Brasileiro, o Bahia joga suas últimas fichas pelo sonho de ir à Libertadores enfrentando o São Paulo, fora de casa. A Chape, também na luta pela vaga no torneio continental, pega o Coritiba em casa.

O jogo ? A partida foi movimentada desde o início. Aos 3, Wellington Paulista parou em bela defesa de Jean. Depois, aos 12, Zé Rafael respondeu pelo Bahia, em belo chute de fora da área, que passou perto da trave.

Aos 18, o goleiro do Bahia brilhou novamente, defendendo arremate de Apodi e impedindo o gol dos visitantes. A partir da metade da etapa inicial, o ritmo de chances de gol caiu, com os times se ajustando melhor na defesa.

Porém, em uma falha da defesa dos mandantes, aos 44, a bola sobrou na área com Canteros, que rolou para o meio. Wellington Paulista só teve o trabalho de empurrar para a rede e abrir o marcador para os catarinenses.

No começo da etapa final, o Bahia intensificou a pressão. Aos 2, Mendoza quase fez de cabeça, parando em Jandrei. Aos 7, em toque de mão de Douglas Grolli, o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Edigar Junio acertou a trave, perdendo a chance.

Os mandantes seguiram tentando o empate, mas a Chape se mostrava eficiente na defesa, não permitindo a pressão adversária. Aos 30, Tiago teve chance na área, mas sua finalização subiu muito, indo por cima do gol de Jandrei.

Aos 39, para atrapalhar ainda mais os planos de Carpegiani, o meia Zé Rafael recebeu o segundo amarelo e acabou expulso, deixando o Bahia com dez. Sem o time completo, os mandantes não tiveram forças para buscar o gol e saíram com o revés.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0 x 1 CHAPECOENSE

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data: 26 de novembro de 2017, quarta-feira

Horário: 19 horas (de Brasília)

Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)

Assistentes: Cleberson do Nascimento Leite (PE) e Marcelino Castro de Nazare (PE)

Público: 35.437 pagantes

Renda: R$ 1.076.353,00

Cartões amarelos: Zé Rafael, Mendoza, Feijão, Eduardo (Bahia), Douglas Grolli, Reinaldo e Amaral (Chapecoense)

Cartão vermelho: Zé Rafael (Bahia)

Gols: CHAPECOENSE: Wellington Paulista, aos 44 minutos do primeiro tempo

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Renê Júnior (Hernane) e Allione (Régis); Zé Rafael, Vinicius (Edson) e Mendoza; Edigar Junio

Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas, Douglas Grolli e Reinaldo; Elicarlos (Fabricio Bruno) e Amaral; Luiz Antonio (Moisés Ribeiro), Canteros e João Pedro (Nadson); Wellington Paulista

Técnico: Gilson Kleina 

Gazeta Esportiva

TAGS