PUBLICIDADE
Esportes

América vence o ABC, iguala ao Inter e fica próximo do acesso

Na luta pelo acesso para a primeira divisão, o América venceu o ABC, por 2 a 0, na noite desta terça-feira, no Independência, em Belo Horizonte, em confronto válido pelo Brasileirão da Série B. O resultado deixou o América empatado em número de pontos com o Inter, ambos com 63 pontos, no entanto, o Colorado [?]

20:30 | 07/11/2017

Na luta pelo acesso para a primeira divisão, o América venceu o ABC, por 2 a 0, na noite desta terça-feira, no Independência, em Belo Horizonte, em confronto válido pelo Brasileirão da Série B.

O resultado deixou o América empatado em número de pontos com o Inter, ambos com 63 pontos, no entanto, o Colorado segue líder por ter uma vitória a mais ? primeiro critério de desempate.

O América já começa a fazer as contas para conseguir o quanto antes o acesso para a primeira divisão. Se a combinação de resultados for suficiente, uma vitória simples, no próximo sábado, contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli, já será o bastante para o Coelho conseguir o primeiro objetivo.

Se existe a alegria do alviverde mineiro na luta na parte superior da tabela, o ABC carrega na mala as frustrações de mais uma derrota e a certeza da Série C em 2018. O grupo do Rio Grande do Norte tem apenas 28 pontos e encara o Criciúma, na próxima sexta-feira, no Frasqueirão, às 21h30 (de Brasília).

O duelo da noite desta terça-feira, no Independência, foi um ataque contra defesa. O ABC não teve forças suficientes para superar a maior qualidade técnica do América e viu o time da casa mandar na partida e construir seus dois gols em jogadas de bola parada.

Primeiro tempo

Por ser o time da casa, além de ser a disputa de um grupo que sonha com o acesso e outro que já pensa na série C, só deu América na etapa inicial. O time de Enderson Moreira mostrou sua força e fazia valer sua maior capacidade técnica em campo.

O ABC não encontrava espaços. Parte por ver um Coelho que não abria locais para atacar e outra pela falta de capacidade técnica da equipe que já sabe que a série C espera na temporada 2018.

O América chegou aos seu gol aos 23 minutos. Em cobrança de escanteio, a bola vai curta e é trabalhada com Norberto. Ele cruza e Giovanni sobe para mandar a forte cabeçada para o fundo das redes.

Após o gol a situação seguiu igual. O América chegava de todas as maneiras, de todos os lados, organizado e com força, no entanto, não conseguiu ampliar, mas levou a vantagem para os vestiários.

Segundo tempo

Da maneira que terminou a etapa inicial, seguiu na complementar. O ABC não apresentava riscos. O goleiro Fernando Leal, que sofreu desgaste muscular essa semana, pôde descansar em campo, com pouco trabalho.

Já o Coelho se mostrava por todos os lados. Destaque para algumas jogadas mais pontuais, com Renan Oliveira, por exemplo, que conseguiu um bom drible, na entrada da área, e chutou por cima.

O ABC, mesmo que perdendo, jogava por uma bola. Queria um gol para conseguir um empate e levar para o Rio Grande do Norte na mala. Mas não deu resultado.

Aos 24, em cobrança de escanteio, Gerson Magrão cobrou escanteio e encontrou o zagueiro Rafael Lima, que desviou de cabeça e colocou no fundo da rede.

Além do gol, o América seguiu com maior volume e conseguiu acabar com qualquer sonho do ABC em campo. Isso fazia com que o time mineiro criasse oportunidades na tentativa de ampliar.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA 2 X 0 ABC

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data: 07 de outubro de 2017, terça

Hora: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Rodrigo D?Alonso Ferreira (SC)

Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Alex dos Santos (SC)

Gols: Giovanni, aos 23 minutos do primeiro tempo e Rafael Lima, aos 24 minutos do segundo tempo (América)

Cartões: Roger, Renan Oliveira (América-MG); Arez, Jardel (ABC).

AMÉRICA: Fernando Leal; Norberto, Roger, Rafael Lima e Giovanni; Ernandes, Juninho, Ruy (Renan Oliveira) e Gérson Magrão; Felipe Amorim e Bill.

Técnico: Enderson Moreira.

ABC: Edson; Arez, Tonhão, Danrlei e Daniel Nazaré; Anderson Pedra (Jardel), Felipe Guedes e Erivélton; Berguinho, Fessin e Matheus

Técnico: Ranielle Ribeiro.

Gazeta Esportiva

TAGS