PUBLICIDADE
Esportes

Vettel admite ter arriscado tudo no Q3 considerando punição dos rivais

Sebastian Vettel apostou todas as suas fichas no treino classificatório deste sábado. Precisando da pole position para obter boas chances de voltar a vencer uma etapa do calendário e não deixar Lewis Hamilton se distanciar na liderança, o piloto alemão admitiu que arriscou tudo no Q3, uma vez que, com as punições de Bottas e [?]

06:15 | 07/10/2017

Sebastian Vettel apostou todas as suas fichas no treino classificatório deste sábado. Precisando da pole position para obter boas chances de voltar a vencer uma etapa do calendário e não deixar Lewis Hamilton se distanciar na liderança, o piloto alemão admitiu que arriscou tudo no Q3, uma vez que, com as punições de Bottas e Raikkonen, que perderão posições no grid por trocas no câmbio, dificilmente perderia o segundo lugar no grid de largada.

Justamente por ter arriscado tudo, Vettel acabou cometendo um erro crucial nos últimos minutos da sessão, o que acabou impedindo que ele superasse o tempo de Hamilton, que simplesmente quebrou o recorde da pista, que pertencia a Michael Schumacher desde 2006.

?Na última volta, no Q3, tentei um pouco mais do que poderia. Valtteri [Bottas] não era uma ameaça, então eu optei por arriscar mais, mas não funcionou. Ainda assim estou feliz com o terceiro tempo e o fato de largar na primeira fila amanhã. As últimas largadas não têm sido muito boas. O equilíbrio do carro está melhorando. Estamos pecando um pouco no desempenho, mas o carro pode estar um pouco melhor na corrida?, disse o tetracampeão mundial.

A grande chance que Vettel teve para deixar Hamilton para trás aconteceu na Malásia, porém, teve de largar na última colocação e se superar ao longo da corrida para ao menos pontuar. Com a Mercedes vulnerável no sudeste asiático, a intenção da Ferrari era tirar proveito disso, e agora o próprio piloto alemão reconhece que os rivais voltaram ao normal no Japão.

?Não sei qual tipo de ritmo eles terão. Eles estão oscilando, na semana passada eles não estavam muito rápidos, neste fim de semana eles voltaram ao normal. Normalmente somos mais fortes na corrida do que no treino classificatório, então vamos juntos e ver o que podemos fazer na largada e durante a corrida?, completou Vettel.

Gazeta Esportiva

TAGS