PUBLICIDADE
Esportes

Medalhista olímpico é investigado por doping na Itália

Dois importantes nadadores italianos se tornaram alvo de uma investigação da agência antidoping do país (Nado). Filippo Magnini, medalhista olímpico, e Michele Santucci, dono de um bronze em mundial, foram relacionados a um inquérito da Procuradoria da República em Pesaro contra o médico nutricionista Guido Porcellini. Os dois nadadores serão ouvidos durante a próxima semana. Ambos eram [?]

20:30 | 08/10/2017

Dois importantes nadadores italianos se tornaram alvo de uma investigação da agência antidoping do país (Nado). Filippo Magnini, medalhista olímpico, e Michele Santucci, dono de um bronze em mundial, foram relacionados a um inquérito da Procuradoria da República em Pesaro contra o médico nutricionista Guido Porcellini.

Os dois nadadores serão ouvidos durante a próxima semana. Ambos eram pacientes de Porcellini, que está sendo acusado de trazer da China anabolizantes e outras substâncias ilegais e comercializá-los na Itália.

Magnini, de 35 anos, é suspeito de ?uso ou tentativa de uso de substâncias dopantes? e ?cumplicidade?. Durante as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, o veterano foi capitão da delegação italiana. Ele tem a medalha de bronze do revezamento 4x200m nos Jogos de Atenas, em 2004.

Já Santucci é acusado apenas de cumplicidade. O nadador de 28 anos possui um bronze em Mundiais, conquistado no revezamento 4x100m nado livre em Kazan 2015, na Rússia.

Gazeta Esportiva

TAGS