PUBLICIDADE
Esportes

Figueirense derrota o Santa Cruz e deixa Z4 da Série B

Na tarde deste sábado, o Figueirense confirmou o bom momento na Série B e derrotou o Santa Cruz, jogando no Orlando Scarpelli, pelo placar de 2 a 1, em duelo válido pela 29ª rodada da Série B. Os gols do confronto foram marcados por Zé Love e Renan Mota, para os donos da casa, e [?]

18:45 | 14/10/2017

Na tarde deste sábado, o Figueirense confirmou o bom momento na Série B e derrotou o Santa Cruz, jogando no Orlando Scarpelli, pelo placar de 2 a 1, em duelo válido pela 29ª rodada da Série B. Os gols do confronto foram marcados por Zé Love e Renan Mota, para os donos da casa, e Wellington Cézar, a favor dos visitantes.

Com o resultado, a equipe catarinense venceu sua terceira partida nos últimos cinco jogos e agora soma 35 pontos na competição, respirando um pouco na luta contra o descendo para a Série C.

Por outro lado, o Santa Cruz complicou sua situação, que já estava ruim: nem mesmo uma vitória no jogo tiraria os pernambucanos da zona de rebaixamento. Após a derrota, os comandados de Marcelo Martelotte estacionaram nos 29 pontos e precisam de uma recuperação imediata na competição nacional.

Na próxima rodada, o Figueira visita o Londrina, no Estádio do Café, na terça-feira, às 19h15 (horário de Brasília), em busca de seu décimo triunfo na Segundona. Já a equipe coral quer somar pontos em seus domínios para iniciar a reabilitação, ao encarar o Oeste, que está na parte de cima da tabela, às 20h30 (horário de Brasília) da mesma terça.

O jogo ? A decisão do técnico do Santa Cruz, de repetir a escalação da derrota para o América-MG e estabelecer um padrão de jogo, não deu certo como estratégia. Os mandantes começaram a partida pressionando o clube de Pernambucano, mas sem abrir o placar.

Após o susto inicial, o Santa restabeleceu as ações da partida e igualou o confronto tecnicamente. Com Grafite, quase marcou o primeiro gol, mas Saulo impediu. Apesar disso, quem inaugurou o marcador foram mesmo os donos da casa.

Depois de cobrança de escanteio de Marco Antônio, nem a zaga dos pernambucanos conseguiu afastar, nem os jogadores do Figueira foram capazes de direcionar o cabeceio ao gol. Após a confusão, a bola sobrou na marca do pênalti, limpa, apenas para Zé Love chutar forte para o fundo das redes.

Somente nove minutos depois, em contra-ataque estabelecido após roubada de bola no meio de campo, Jorge Henrique cruzou para a pequena área. Renan Mota apareceu para concluir para o gol e aumentar a vantagem dos mandantes no placar.

No segundo tempo, o Figueirense parecia estar mais próximo do terceiro gol do que o Santa de fazer o seu primeiro. Logo no início do período, Zé Love acertou o travessão. A resposta dos visitantes veio pouco depois, em finalização de Ricardo Bueno, que foi travada pela zaga dos mandantes.

Aos 34 minutos da etapa final, após cobrança de falta de Anderson Salles, Wellington Cézar escorou na bola de costas e marcou o gol, diminuindo a vantagem dos donos da casa e colocando um pouco de emoção para os minutos finais do confronto.

Após o tento, Zé Love não conseguiu a finalização na pequena área após cruzamento de Joãozinho, enquanto Saulo, goleiro do Figueira, impediu por duas vezes o empate: defendeu uma boa cobrança de falta de Anderson Salles e agarrou chute de dentro da área de Wellington Cézar. Aos 50 minutos, o juiz soou o apito final do jogo, decretando a vitória do Figueirense por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE 2 x 1 SANTA CRUZ

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)

Data: 14 de outubro de 2017, sábado

Horário: 16h30 (Brasília)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Luciano Benevides de Sousa (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

Cartões amarelos: Figueirense: Leandro Almeida, Jorge Henrique e Zé Antônio. Santa Cruz: Yuri, Wellington Cézar, João Paulo e Derley.

Gols: Figueirense: Zé Love, aos 28 minutos do 1º T; Renan Mota, aos 37 minutos do 1ºT. Santa Cruz: Wellington Cézar, aos 34 minutos do 2ºT.

FIGUEIRENSE: Saulo; Dudu (Dudu Vieira), Leandro Almeida, Henrique Trevisan e João Lucas; Pereira, Zé Antônio e Marco Antônio (Patrick); Renan Mota (Joãozinho), Jorge Henrique e Zé Love

Técnico: Milton Cruz

SANTA CRUZ: Julio Cesar; Nininho, Anderson Salles, Guilherme Mattis e Yuri; Derley, Wellington Cézar e Thiago Primão (Natan); André Luís (Ricardo Bueno), João Paulo e Grafite (Bruno Paulo)

Técnico: Marcelo Martelotte

Gazeta Esportiva

TAGS