PUBLICIDADE
Esportes

Thomas Bach vai ?acompanhar de perto? operação que investiga Rio 2016

Depois do início das investigações do ?Unfair Play?, suposto esquema criminoso envolvendo o pagamento de propina para que o Rio de Janeiro fosse escolhido como cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, afirmou, nesta sexta-feira, que acompanhará o caso de perto. O representante chegou a Lima, no [?]

17:15 | 08/09/2017

Depois do início das investigações do ?Unfair Play?, suposto esquema criminoso envolvendo o pagamento de propina para que o Rio de Janeiro fosse escolhido como cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, afirmou, nesta sexta-feira, que acompanhará o caso de perto.

O representante chegou a Lima, no Peru, para reuniões sobre as Olimpíadas de 2024 e 2028, mas, inevitavelmente, foi questionado sobre o caso de corrupção deflagrado no Brasil. ?Temos que ver, não há processo ainda. Existem investigações e vamos acompanhar isso de bem perto?, afirmou o alemão.

Quando questionado se o COI fará suas próprias investigações sobre o caso, Bach foi cauteloso. ?De novo, não há processo ainda, é muito cedo. Vamos acompanhar de perto?, ressaltou. O presidente ainda desviou de assunto na resposta. ?Agora, estamos concentrados no futuro e vamos ver grandes apresentações de duas grandes cidades do mundo que concorrem aos Jogos Olímpicos?, finalizou.

Na última terça-feira, a Polícia Federal, junto com o Ministério Público Federal e a Receita Federal do Brasil, iniciaram uma força-tarefa para o ?Unfair Play?, que faz parte da Lava Jato. A PF foi até a casa do atual presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, para cumprir mandado de busca. No mesmo dia, o ex-jogador de vôlei prestou depoimento.

As investigações acontecem há nove meses. Segundo a Polícia Federal, houve ?entrega de dinheiro em espécie, como por meio da celebração de contratos de prestação de serviços fictícios e também por meio do pagamento de despesas pessoais?.

Gazeta Esportiva

TAGS