PUBLICIDADE
Esportes

Micale elogia dupla, mas não garante Fred e Robinho entre os principais

Na classificação do Galo na Primeira Liga, na vitória sobre o Paraná, por 1 a 0, o técnico Rogério Micale colocou Fred e Robinho juntos na equipe, pela primeira vez desde que chegou ao time mineiro. O treinador aprovou a atuação da dupla junta, entretanto, não garantiu a sequência deles no time. ?Diferencial para ser [?]

16:30 | 04/09/2017

Na classificação do Galo na Primeira Liga, na vitória sobre o Paraná, por 1 a 0, o técnico Rogério Micale colocou Fred e Robinho juntos na equipe, pela primeira vez desde que chegou ao time mineiro. O treinador aprovou a atuação da dupla junta, entretanto, não garantiu a sequência deles no time.

?Diferencial para ser escolhido é o momento bom, a fase boa. Fred precisa de jogo, de mais rodagem. Ele ficou um tempo parado. O Robinho é um jogador que a gente sabe da qualidade dele. Estava esperando uma oportunidade. Vejo muito o Robinho brigando por posição com o Cazares, nesse modelo de jogo.Precisamos de todos eles: Robinho, Fred, Rafael, Cazares, Otero. Quanto mais a gente tiver jogadores que entre e desempenhe um bom futebol, mais opções vamos ganhar em relação a consistência ofensiva. E quando a gente não tiver um, podemos utilizar o outro. Não vejo essa questão de termos que usar o mesmo jogador o tempo todo. Se tivermos outros de qualidade, por que não utilizarmos? Estou muito feliz com o desempenho do Fred. Mais do que fazer, que é a função que se cobra dele, o Fred lutou muito no jogo. Se empenhou, voltou para marcar, compôs a equipe muitas vezes. Isso eu valorizo demais num jogador?, detalhou.

Na partida, em comparação a outros jogos de Rafael Moura, Fred se saiu melhor, com mais luta em campo, além de ser um jogador com uma técnica melhor e posicionamento. Apesar disso, o gol não sai e o jogador vive um jejum de tentos, algo parecido a Robinho.

Micale acredita que essa fase vai passar. ?Eles (Fred e Robinho) já passaram por essa fase muitas vezes na vida. Neste momento, é passar tranquilidade. Saber que no momento certo, a bola vai entrar. E, quando entrar, vai ter sequência. Quando mais batermos nessa tecla, mais peso vai ter. Então, é dar confiança e treinar bastante, que é importante, que o gol vai sair de forma natural?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS