PUBLICIDADE
Esportes

Fórmula 1 deve manter barbatanas na temporada de 2018

Após os carros para a temporada de 2017 terem sido divulgados, muitos fãs reclamaram da adição de barbatanas e das asas em T. Com isso, o Grupo de Estratégia mudou o regulamento e proibiu a utilização dos itens em 2018, no entanto, a situação das barbatanas está sendo reconsiderada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) [?]

18:45 | 15/09/2017

Após os carros para a temporada de 2017 terem sido divulgados, muitos fãs reclamaram da adição de barbatanas e das asas em T. Com isso, o Grupo de Estratégia mudou o regulamento e proibiu a utilização dos itens em 2018, no entanto, a situação das barbatanas está sendo reconsiderada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e pelas equipes após reunião no início desta semana.

Um dos pontos que envolve a decisão é o fato de as escuderias não estarem satisfeitas com o espaço para exibição de patrocínios nos carros. Desde o GP da Espanha, o nome dos pilotos e o número dos carros ficaram maiores em uma tentativa para ajudar na identificação. Após discussões para resolver o problema, foi sugerido que as barbatanas voltassem.

Andy Green, diretor técnico da Force India, revelou que depois das equipes apoiarem a ideia, o Grupo de Estratégia da Fórmula 1 está estudando uma proposta para que a barbatana seja utilizada para identificar os pilotos. Apesar disso, as assas em T deverão ser banidas.

?A barbatana possivelmente ainda estará conosco (na próxima temporada). Eles estão estudando uma mudança na redação (das regras) para trazer a tampa do motor de barbatana de volta, porque as equipes perceberam que perderam espaço para os patrocinadores?, explicou o executivo.

Além disso, outra mudança no regulamento técnico da F1 foi aprovado pelas equipes para 2018. Os monkey seats, espécie de mini asa debaixo da asa traseira, foram proibidas.

Gazeta Esportiva

TAGS