PUBLICIDADE
Esportes

Em 11º no treino livre, Vettel admite dia ruim em Cingapura: ?Não foi o ideal?

O primeiro dia em Cingapura não foi de bons resultados para a Ferrari, especialmente para Sebastian Vettel. O alemão terminou o primeiro treino livre em segundo, porém viu seu desempenho cair muito na segunda sessão, terminando na 11ª posição. Seu companheiro, Kimi Raikkonen, ficou com o nono lugar. O piloto, que jamais terminou fora do [?]

13:45 | 15/09/2017

O primeiro dia em Cingapura não foi de bons resultados para a Ferrari, especialmente para Sebastian Vettel. O alemão terminou o primeiro treino livre em segundo, porém viu seu desempenho cair muito na segunda sessão, terminando na 11ª posição. Seu companheiro, Kimi Raikkonen, ficou com o nono lugar. O piloto, que jamais terminou fora do top-5 em nenhuma das nove corridas disputadas no circuito de Marina Bay, chegou ainda a provocar um Safety Car Virtual após bater em um muro e trazer para a pista uma placa de publicidade.

?Foi um dia de altos e baixos, uma sessão mista. Não foi o ideal. Perdi o carro na minha segunda tentativa, no segundo setor. No geral, ainda não estou feliz. Estou perdendo um pouco o equilíbrio, então sinto falta de confiança. Eu acho que tentamos algumas coisas. Não tenho certeza se são as coisas certas a serem feitas. Agora vemos o que poderemos fazer amanhã?, analisou o tetracampeão mundial.

Sobre a mudança significativa entre o primeiro treino livre e segundo, Vettel disse não saber o que aconteceu, mas se mostrou otimista para a sequência do fim de semana: ?Eu não sei. A prioridade é ir o mais rápido possível. Não é a primeira sexta-feira que temos dificuldades. Tenho certeza de que estaremos próximos amanhã. Acabamos de terminar o treino, então acho que precisamos de um pouco de tempo para analisar. É claro, nós dois não ficamos tão felizes hoje e precisamos melhorar, mas tenho certeza de que temos tempo suficiente para analisar tudo e encontrar uma solução?.

O GP de Cingapura é mais uma das etapas da briga entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton pelo título mundial. Desde a volta das férias da F1, o inglês venceu as duas corridas disputadas e lidera o campeonato com três pontos a mais que o alemão e, caso o desempenho da Ferrari não seja bom, Vettel pode ver seu adversário abrir uma vantagem ainda maior.

Gazeta Esportiva

TAGS