PUBLICIDADE
Esportes

Del Potro supera febre, vira jogo improvável e avança nos EUA

O argentino Juan Martín Del Potro não se cansa de surpreender no Aberto dos Estados Unidos. Após chocar a todos no ano de 2009, quando impediu o hexacampeonato consecutivo da lenda Roger Federer e ficou com o título da competição, o atual número 28 do ranking voltou a mostrar seu poder de superação nas quadras [?]

22:30 | 04/09/2017

O argentino Juan Martín Del Potro não se cansa de surpreender no Aberto dos Estados Unidos. Após chocar a todos no ano de 2009, quando impediu o hexacampeonato consecutivo da lenda Roger Federer e ficou com o título da competição, o atual número 28 do ranking voltou a mostrar seu poder de superação nas quadras de Nova Iorque nesta segunda-feira. Enfrentando o austríaco Dominic Thiem, número oito do mundo, o tenista da Argentina passou por cima da febre que vinha sofrendo nos últimos dias e conseguiu uma virada impressionante para vencer por 3 sets a 2, com parciais de 1/6, 2/6, 6/1, 7/6(7-1), 6/4.

Em jogo com 3h37 de duração, o cenário foi de dois momentos distintos. Sentindo o cansaço causado pela febre e gripe que enfrentou nos últimos dias, Del Potro começou o jogo sendo dominado por Dominic Thiem, perdendo os dois primeiros sets sem dar grande trabalho para o austríaco, que conseguiu um total de quatro quebras, confirmou todos os serviços e fez 6/1 e 6/2 nas duas parciais iniciais.

A partir do terceiro set, porém, o cenário mudou. Embalado pelo grande número de argentinos na quadra, Del Potro não tomou conhecimento de Thiem e diminui a desvantagem para 2 a 1 ao fechar a terceira parcial em 6/1.

No quarto set, porém, veio o maior momento de superação. Thiem abriu 5 a 3 e sacou para fechar o jogo. Del Potro, no entanto, conseguiu a quebra de saque no momento crucial e se manteve na disputa. O austríaco novamente teve chance para vencer quando a partida estava 6 a 5 e o serviço era do argentino, quando abriu 40-15 e teve dois match points. Apesar do momento totalmente contrário, o tenista número 28 do mundo conseguiu dois aces em sequência e fechou o game. No tie-break, ele teve mais tranquilidade e fez 7-1 para fechar a parcial, empatar o jogo e forçar o quinto set.

Com o ambiente totalmente favorável, Del Potro foi para o último set confiante, mas teve dificuldades para conquistar a vitória. O argentino conseguiu a quebra somente no último game do jogo, porém, suficiente para fechar a partida em 6/4 e conseguir mais um improvável triunfo nas quadras de Nova Iorque.

Após garantir a classificação para as quartas de final, Juan Martín Del Potro pode reencontrar Roger Federer para fazer uma reedição do jogo que foi a final de 2009. O suíço mede forças com o alemão Philipp Kohlschreiber e, se avançar, enfrenta o argentino.

Gazeta Esportiva

TAGS