PUBLICIDADE
Esportes

Chefe da Yamaha exalta boa relação entre Rossi e Viñales

O ambiente vivido na Yamaha em 2017 é completamente diferente daquele dos anos anteriores. Com a transferência de Jorge Lorenzo à Ducati, o novo companheiro de Valentino Rossi é Maverick Viñales, e o chefe da escuderia, Lin Jarvis, está mais do que satisfeito com a relação tranquila entre os dois pilotos. ?Até agora, não teve [?]

17:45 | 14/09/2017

O ambiente vivido na Yamaha em 2017 é completamente diferente daquele dos anos anteriores. Com a transferência de Jorge Lorenzo à Ducati, o novo companheiro de Valentino Rossi é Maverick Viñales, e o chefe da escuderia, Lin Jarvis, está mais do que satisfeito com a relação tranquila entre os dois pilotos.

?Até agora, não teve nenhum problema, o relacionamento é muito bom. É muito diferente em relação ao passado, porque Valentino e Maverick não têm essa experiência de estar em muitas situações de conflito juntos?, declarou o dirigente ao Autosport.com.

A próxima corrida da MotoGP acontece no dia 24 de setembro, em Aragão. Para a disputa, a Yamaha contará com Viñales, mas não com Rossi. O italiano sofreu um acidente no final de agosto e não está recuperado para correr, sendo substituído por Michael van der Mark.

Em Misano, no último final de semana, a Yamaha foi representada apenas por Maverick, tendo apenas um piloto na pista. O chefe da equipe lamentou o fato e exaltou que ter os dois pilotos lutando pelo título é um fator positivo.

?Não vejo nenhuma vantagem. É melhor tem duas balas no gatilho do que apenas uma. Nunca duvidamos que ter dois pilotos na briga pelo campeonato é melhor do que nenhum. Muitas pessoas falam sobre o fato de um roubar pontos do outro, isso é besteira?, finalizou Jarvis.

Na atual temporada, Viñales é o terceiro colocado no Mundial, com 183 pontos, apenas 16 a menos do que o líder Marc Márquez. Rossi, por sua vez, é o quarto, com 157.

Gazeta Esportiva

TAGS