PUBLICIDADE
Esportes

Depois de um ano fora, Federer retorna ao Aberto dos EUA

Após desistir do Masters 1000 de Cincinnati por lesão nas costas, o suíço Roger Federer retorna às quadras norte-americanas. Ele chegou, nesta terça-feira, a Nova Iorque para o Aberto dos Estados Unidos, que começa na próxima segunda-feira. O tenista afirmou que seria ?engraçado? vencer três Grand Slams neste ano, devido a sua idade. Lutando pelo [?]

17:30 | 22/08/2017

Após desistir do Masters 1000 de Cincinnati por lesão nas costas, o suíço Roger Federer retorna às quadras norte-americanas. Ele chegou, nesta terça-feira, a Nova Iorque para o Aberto dos Estados Unidos, que começa na próxima segunda-feira. O tenista afirmou que seria â??engraçadoâ? vencer três Grand Slams neste ano, devido a sua idade.

Lutando pelo seu 20º título em Grand Slam, o suíço somaria a vitória nos EUA aos dois triunfos conquistados neste ano: Wimbledon e no Aberto da Austrália. Aos 36 anos, afirmou que acredita ter poucas chances. â??Sei que se eu permanecer em boa forma posso ir bem no US Open. Mas ganhar? De alguma maneira, sinto que tenho que ser realistaâ?, declarou o tenista ao CNN Sport.

â??Não tenho mais 25 anos. Não sei se consigo vencer três slams em um anoâ?, ressaltou Federer. â??Vencer dois já é bem louco e suficiente para mimâ?, finalizou.

Sem participar também da edição passada do Grand Slam norte americano, Federer não havia conhecido algumas mudanças do torneio. â??Não tinha visto o teto retrátil. Sinto como se eu fosse um novato outra vezâ?, disse Federer.

â??Eu não venho a Nova York já há algum tempo, mas é bom estar de volta. Amo jogar aqui e espero fazer uma boa preparação e ficar pronto para segunda-feiraâ?, ressaltou.

O tenista entra como cabeça de chave na competição. Junto a ele, outros tenistas bem colocados no ranking, atualizado nesta segunda feira, também aparecem como bons correntes. Entre os cabeças, estão o alemão Alexander Zverev, o espanhol Rafael Nadal e o britânico Andy Murray.

Quem não participa da disputa em solos norte-americanos é a bielorussa Victória Azarenka. Em nota, a tenista afirmou que depois de Wimbledon ela e o pai de seu filho separam-se. Além do processo legal que enfrenta, Azarenka não deixaria Leo, a criança, para trás. â??A única maneira que eu posso jogar nos US Open, neste ano, seria deixando o Leo na California, o que eu não estou disposta a fazerâ?, escreveu.

Gazeta Esportiva

TAGS