PUBLICIDADE
Esportes

Com outro tubarão avistado, WSL paralisa bateria em Jeffreys Bay

Nesta terça-feira, 19, outra bateria foi paralisada por juízes ao verem um animal nas proximidades onde ocorriam as provas

10:26 | 19/07/2017
NULL
NULL
[FOTO1] A sexta etapa do Mundial de Surf que está acontecendo na baía de Jeffreys Bay, na África do Sul, teve mais uma paralisação na manhã desta quarta-feira, 19, após um tubarão ser avistado na área de competição. Desta vez, quem estava na água no momento eram o brasileiro Gabriel Medina e o australiano Mick Fanning, que já foi atacado por um tubarão no mesmo local em 2015. No dia anterior, o evento foi paralisado pelo mesmo motivo, quando Filipe Toledo, Jordy Smith e Julian Wilson estavam no mar.
 
Quando o tubarão foi visto nesta manhã, Medina e Mick Fanning competia, com o brasileiro liderando a bateria a 5 minutos do fim. O evento ficou suspenso até a constatação de que o tubarão já havia deixado a região de competição. No retorno, Medina manteve a pontuação acima de Fanning, se garantindo para a próxima fase.
 
Competiram na sequência Frederico Morais e John John Florence, com vitória do português, que conseguiu um 10 no fim da bateria, ultrapassando o haviano na pontuação final. Com o resultado, a primeira semifinal foi definida: Gabriel Medina x Frederico Morais.
 
O evento continua nesta quinta-feira, 20, com a finalização das quartas de final: Filipinho Toledo x Jordy Smith e Matt Wilkinson x Julian Wilson. 
 

TAGS