PUBLICIDADE
Esportes

Brasil tem chance de conquistar dois novos cinturões do UFC neste sábado

09:15 | 29/07/2017
Cris Cyborg encara Tonya Evinger, sob a mediação de Dana White, presidente do UFC
Cris Cyborg encara Tonya Evinger, sob a mediação de Dana White, presidente do UFC

[FOTO1] 

O lance é espantar a zica, porque 2017 vem sendo um ano difícil para os brasileiros no UFC. Este ano, o País amargou derrotas nas quatro disputas de título que participou, com as derrotas José Aldo (perdeu cinturão do peso-pena), Wilson Reis (peso-mosca), Jéssica Bate-Estaca (peso-palha feminino) e Júnior Cigano (peso-pesado). Hoje, na badalada edição 214, em Anaheim (EUA), o Brasil tem oportunidade única de quebrar esse jejum e faturar dois cinturões de uma tacada só.

Na divisão dos meio-médios, o paulista Demian Maia encara o atual campeão da categoria, o americano Tyron Woodley, no co-evento principal da noite. Esta é a segunda vez que o brasileiro disputa um título. Em 2010, enfrentou e perdeu por pontos para Anderson Silva na luta pelo cinturão dos médios. Mais maduro (39 anos) e vivendo a melhor fase na carreira, ele aposta todas as suas fichas no seu jiu-jitsu refinado para surpreender Woodley e colocar o País no topo da categoria pela 1ª vez na história.

Quem também sobe ao sobe ao octógono em busca de um título inédito é Cris Cyborg. A paranaense, que já foi campeã de outras duas organizações (Strikeforce e Invicta FC), enfrenta a americana Tonya Evinger pelo cinturão dos pesos-penas feminino. Invicta há 18 lutas e embalada por duas grandes vitórias por nocaute, Cyborg ostenta o maior favoritismo de todo o card do UFC 214, que é capitaneado pela disputa de cinturão dos meio-pesados entre Daniel Cormier e Jon Jones.

Se confirmadas, as vitórias de Cris e Demian voltariam a colocar o Brasil em posição de destaque no UFC, com três títulos. Atualmente, o País conta apenas com o cinturão dos pesos-galos feminino de Amanda Nunes, que tem defesa de cinturão marcada para 9 de setembro, contra Valentina Shevchenko, no UFC 215.

Atualmente, os Estados Unidos ocupam a posição de hegemonia, com seis campeões. Em seu melhor momento na organização, em 2012, o Brasil chegou a liderar quatro categorias, com Renan Barão, Júnior Cigano, José Aldo e Anderson Silva.

UFC 214

Data: 29 de julho
Local: Anaheim (EUA)
Horário: 19h30min
Transmissão: Canal Combate (pay per view)

CARD PRINCIPAL

Daniel Cormier x Jon Jones
Tyron Woodley x Demian Maia
Cris Cyborg x Tonya Evinger
Robbie Lawler x Donald Cerrone
Jimi Manuwa x Volkan Oezdemir

TAGS