PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Projeto de reforma do futebol inglês é vetado por unanimidade por clubes da Primeira Divisão

A proposta traria alterações no número de participantes da Premier League e poderia extinguir competições

15:32 | 14/10/2020
Mohamed Salah foi autor de três gols na vitórias do Liverpool sobre o Leeds (Foto: PHIL NOBLE / POOL / AFP)
Mohamed Salah foi autor de três gols na vitórias do Liverpool sobre o Leeds (Foto: PHIL NOBLE / POOL / AFP)

O projeto 'Big Picture', que buscava fazer reformas profundas no futebol profissional na Inglaterra, não será "apoiado nem implementado" pela Premier League (Liga Inglesa da primeira divisão), decidiram nesta quarta-feira, 14, "por unanimidade" os 20 clubes que integram a entidade.

Esta reforma foi iniciada pelos proprietários do Liverpool e do Manchester United e previa uma redução para 18 do número de clubes na elite, além de uma nova divisão dos direitos de transmissão. Contudo, a Premier League vai "trabalhar unida como coletivo de 20 equipes em um plano estratégico para as futuras reestruturações e financiamento do futebol inglês", informou a liga.

A proposta também previa a extinção da Community Shield, também conhecida como Supercopa da Inglaterra, além da possibilidade de cancelamento da Copa da Liga Inglesa. Além disso, apenas nove das 20 equipes da Premier League teriam poder de voto nas decisões da liga, pois somente times com maior período de estabilidade na elite obteriam esse direito, algo que atualmente todos possuem.

Por outro lado, o projeto traria maior receita para equipes das divisões inferiores (2ª, 3ª e 4ª), cuja organização pertence à EFL.