PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Emissora suspende Van Basten após saudação nazista em transmissão

Holândes pediu desculpas e justificou sua atitude como "uma piada inadequada em um momento inadequado"

16:59 | 26/11/2019
Como jogador Van Besta, jogou em Ajax e Milan
Como jogador Van Besta, jogou em Ajax e Milan (Foto: AFP)

O canal Fox Sports anunciou nesta segunda-feira a suspensão por uma semana do lendário ex-jogador holandês Marco van Basten, que durante o fim de semana provocou uma polêmica ao usar uma saudação nazista durante uma transmissão.

Van Basten, atualmente comentarista de televisão, pediu desculpas rapidamente no sábado após pronunciar a expressão “sieg Heil”, uma saudação da era nazista, ao tentar brincar com a pronuncia alemã de um Bastcompanheiro de transmissão.

“Com uma piada inadequada em um momento inadequado, Van Basten cometeu um erro no último sábado”, admitiu em comunicado nesta segunda-feira a emissora Fox Sports.

“O que aconteceu é estúpido e inapropriado e a Fox Sports se distancia do que foi dito”, continuou o comunicado, explicando que o ex-jogador foi suspenso por uma semana.

O salário do jogador pela presença em um programa semanal sobre o Campeonato Holandês será doado ao Instituto Holandês de Documentação sobre a Guerra (Niod), “com o intuito de promover o conhecimento da história da II Guerra Mundial”, finalizou a emissora.

Van Basten, de 55 anos e considerado como um dos melhores atacantes da história do futebol, fez a polêmica declaração durante um programa pós-jogo, após o duelo entre Ajax e Heracles.

A declaração foi feita após o apresentador do programa, Hans Kraay, entrevistar em alemão o técnico do Heracles, o alemão Frank Wormuth.

“Muito bonito, ‘sieg heil’, ”pfannkuchen’ (panqueca em alemão)”, declarou Van Basten.

Essas palavras viralizaram rapidamente nas redes sociais, apesar do rápido pedido de desculpas do ex-jogador.

O comentário de Van Basten não foi somente criticado por seu significado, mas também por ter sido feito em um momento em que o futebol holandês toma medidas drásticas contra a crescente onda de racismo nos estádios.